<$BlogRSDURL$>

quarta-feira, abril 29, 2009

Agenda Nacionalista: 1 de Maio 

Terá lugar um almoço-convívio no dia 1 de Maio, às 13.15 horas, em Faro.
O almoço está aberto a todos os militantes e simpatizantes do distrito bem como aos de outros locais que resolverem ajudar-nos com a sua presença.
Depois do almoço terão lugar a Conferência de apresentação do Cabeça de Lista do PNR às Europeias, Humberto Nuno de Oliveira, e a manifestação do "Dia do Trabalho Nacional".
Inscrições por email : ce@pnr.pt
ou por telemóvel: 96 437 82 25
No dia 1 de Maio em Faro, no Hotel de Santa Maria, terá lugar às 15.30 horas uma Conferência de Imprensa de apresentação do Cabeça de Lista do PNR às Eleições Europeias, Humberto de Oliveira.
Esta Conferência, na qual o Candidato exporá as linhas programáticas do PNR face à União Europeia, conta ainda com a presença dos primeiros candidatos da lista, bem como do Presidente do Partido.
Após a conferência realiza-se a manifestação de rua comemorativa do "Dia do Trabalho Nacional".
No dia um de Maio, vamos novamente celebrar, na rua, o "Dia do Trabalho Nacional", desta vez em Faro.
Esta manifestação é precedida de um almoço-convívio e de uma Conferência de apresentação do Cabeça de Lista do PNR às Eleições Europeias, Humberto Nuno de Oliveira.
13.15 horas Almoço-convívio
15.30 horas Conferência no Hotel Santa Maria
17.00 horas Concentração para o desfile no Largo do Carmo
17.30 horas Começo do desfile até ao fim da Avenida da República que termina com breves palavras do Dirigente do PNR-Faro, Rui Roque e do Presidente de Partido, José Pinto-Coelho
Está previsto um autocarro com saída de Lisboa às 8.30 e chegada ao mesmo local às 22.00 horas.
Marcações de lugares para ce@pnr.pt
ou tel. 96 437 82 25

0 Comentários

terça-feira, abril 28, 2009

As próximas eleições europeias 

Foram já anunciadas quais são as 13 candidaturas que deram entrada no Tribunal Constitucional. A não ocorrer qualquer surpresa, como seria a exclusão de algumna delas por motivos formais, são essas 13 listas as que serão postas à consideração dos portugueses no próximo dia 7 de Junho.
Em face das mesmas, parece-me oportuno fazer uma breve e despretensiosa observação.
A candidatura do PNR está numa posição única nestas eleições.
Não há nada de semelhante em qualquer outro país onde as mesmas eleições vão ter lugar.
Em regra concorrem vários partidos nacionalistas, outros de linha "soberanista", ou simplesmente direitistas, conservadores, eurocépticos, etc. Seja em Espanha, em França, Itália, Alemanha, etc, acontece sempre assim.
Em Portugal não há nenhum outro partido nacionalista além do PNR, e em rigor também não haverá nenhum partido assumidamente de direita, ou apenas conservador, nem sequer "eurocéptico".
Haverá o CDS,o PSD e o PS, amarrados pelos seus compromissos europeístas, euroentusiastas, depois a esquerda toda, desde a transformista à museológica, com o BE, a CDU, o MRPP, o POUS, depois realidades sem expressão política, como o PPM unifamiliar e o MPT, depois umas criações publicitárias efémeras que são o MEP e o MMS (essencialmente de e para jornalistas), e ainda um agrupamento religioso, o Partido Humanista.
A situação do PNR é portanto uma extraordinária oportunidade e um enorme desafio. Quem conseguirá ele representar, nesse vastíssimo leque de correntes políticas e sociais que não estão representadas nas restantes opções apresentadas ao eleitorado? Só temos um mês para responder a essa questão.

0 Comentários

segunda-feira, abril 27, 2009

O essencial 

"Lo esencial de un Movimiento es esto: encontrar una norma constante que sirva de medida para regular los derechos y deberes de los hombres y de los grupos. Quiero decir: sustituir las luchas de partidos y de clases por una estructura orgánica que encamine el esfuerzo de todos en el servicio común de la Patria."
(José Antonio)

1 Comentários

domingo, abril 26, 2009

Redes Sociais: Hi5, Facebook, Twitter, YouTube, etc 

Estão todos convidados a fazer parte, apoiar, divulgar, etc., as seguintes páginas:

PNR:

Facebook - http://www.facebook.com/group.php?gid=59327368069

Hi5 - http://hi5.com/friend/group/4191287--PNR%2B-%2BPartido%2BNacional%2BRenovad--front-html

Terra Portuguesa:

Hi5 - http://hi5.com/friend/p157257674--Terra%20Portuguesa--html

Facebook - http://pt-pt.facebook.com/profile.php?id=1611107990

Twitter - http://twitter.com/terraportuguesa

Política Portugal:

YouTube - http://www.youtube.com/user/politicaportugal

Twiter - http://twitter.com/politicaportuga

Flickr - http://www.flickr.com/photos/politicaportugal/

Hi5 - http://politicaportugal.hi5.com/

Candidatura de Humberto Oliveira às eleições europeias:

Facebook - http://www.facebook.com/pages/Humber...ra/71267212944


0 Comentários

sábado, abril 25, 2009

Dia 1 de Maio em Faro 


0 Comentários

Pontos de encontro 

Venham ter connosco:

Hi5 --> http://hi5.com/friend/group/4191287--PNR%2B-%2BPartido%2BNacional%2BRenovad--front-html

Facebook --> http://www.facebook.com/group.php?gid=59327368069

1 Comentários

quinta-feira, abril 23, 2009

PNR entregou a lista concorrente às "Europeias-2009" 

Foi hoje formalizada a participação do PNR nas Eleições Europeias 2009, com lista encabeçada por Humberto Nuno de Oliveira, sob o lema "A União Europeia prejudica Portugal".
Para o candidato, os principais objectivos do PNR passam pela afirmação de um discurso diferente, vincadamente contra o federalismo de Bruxelas. Lembra que esta "europa" nos entrou pela porta dentro sem qualquer consulta, alienando progressivamente a nossa soberania a troco de uns milhões, aliás, consumidos de modo bastante duvidoso. Afirma ainda que Portugal não vive de betão e alcatrão e não aceita trocar a independência nacional por esmolas. Um país que consome muito mais do que produz não é um país viável e livre.
Denunciar os males deste federalismo não desejado e apresentar o modelo de Europa unida, mas de nações livres, será assim a tarefa do candidato que acredita numa expressiva subida eleitoral do PNR.

0 Comentários

Edições Réquila: o livro é a espada do espírito 

Excelente trabalho editorial a assinalar nas Edições Réquila. Quem quiser ler, não lhe faltam livros:

- Três Estudos Políticos, de Jacques Ploncard D'Assac
- Espiritualidade Pagã na Idade Média Católica, de Julius Evola
- Diálogos de Doutrina Anti-Democrática, de António José de Brito
- A Genealogia do Pensamento Nacionalista, de Fernando Campos
- Em Defesa da Portugalidade, de Alfredo Pimenta
- O Integralismo Lusitano, de António José de Brito
- Discursos da Revolução, de Benito Mussolini

É só encomendar a Edições Réquila!
http://www.edicoesrequila.blogspot.com/
edicoesrequila@gmail.com

0 Comentários

Figueiró dos Vinhos: Jornadas de Reflexão Terra e Povo 


I Jornadas de Reflexão Terra e Povo
Combate Cultural: Exemplos passados, Perspectivas futuras
25 e 26 de Abril, Figueiró dos Vinhos
Organização: Associação Terra e Povo

0 Comentários

quarta-feira, abril 22, 2009

PNR formaliza candidatura às Eleições Europeias 

Amanhã, dia 23 de Abril, pelas 15.00 horas, o PNR fará a entrega da lista concorrente às Eleições Europeias 2009, no Tribunal Constitucional, formalizando assim a sua candidatura.
A lista será entregue pelo Mandatário Nacional da candidatura, com a presença do Cabeça de Lista, Humberto Nuno de Oliveira e do Presidente do PNR.

1 Comentários

terça-feira, abril 21, 2009

Protesto contra a manipulação informativa da RTP 


1 Comentários

domingo, abril 19, 2009

PNR protesta contra discriminação da RTP 

A RTP prepara-se para debater amanhã as “Eleições Europeias” no programa “Prós e Contras” só com os representantes dos cinco maiores partidos. Tal situação é inadmissível numa estação de serviço público e viola as recomendações da própria Comissão Nacional de Eleições.
A lei estabelece como norma universal a igualdade de direitos, a qual é bem frisada no Comunicado Oficial da Comissão Nacional de Eleições, do passado dia 24 de Março, segundo o qual “a necessidade de garantir a igualdade e a não discriminação entre todas as forças políticas concorrentes à eleição [Europeias 2009] resulta do disposto nos artigos 56.º e 64º, nº 2 da Lei nº 14/79, de 16 de Maio”, reforçando ainda que “a simples ausência, no debate, de um qualquer dos candidatos, fará crer, de princípio, a grande número de cidadãos que outros que não os presentes nem sequer se apresentarão ao sufrágio ou então, talvez até pior que isso […] que a candidatura dos ausentes, por qualquer razão, não será para representar com seriedade”. Assim, a CNE reitera que “órgãos de comunicação social devem garantir informação equivalente a todas as candidaturas com vista ao esclarecimento do eleitor.”
Ora, o PNR foi o primeiro partido a apresentar o seu cabeça de lista – o Dr. Humberto Nuno de Oliveira – e será agora, a par de outros, discriminado pela própria estação de serviço público, paga e subsidiada com o dinheiro de todos os portugueses, mesmo dos que se não revêem nos cinco partidos favorecidos. Por isso, o PNR manifesta o seu mais firme repúdio por esta atitude intolerável, ilícita, ilegal e discriminatória.
O PNR denuncia publicamente esta tentativa de silenciamento das suas posições e apela à Comissão Nacional de Eleições e à Entidade Reguladora da Comunicação Social para que tomem as medidas que a lei lhes consigna.
No caso de a RTP persistir na exclusão das forças políticas extra-parlamentares, o PNR convocará uma acção de protesto na Casa do Artista, amanhã, às 21.00 horas.

Comissão Política Nacional 19 de Abril de 2009

0 Comentários

António de Oliveira Salazar - 28 de Abril de 1889 

«Sem lhe negar uma inteligência excepcional, não foi esta que mais me impressionou. Foi sem dúvida a sua vontade: uma vontade de aço que nada fazia flectir.
Ao contrário da opinião mais expendida, Oliveira Salazar não era uma personalidade monolítica: era uma personalidade facetada e até contraditória. Se considerarmos os aspectos humanos de um indivíduo como sendo representados pelo conteúdo de um copo de água, Salazar era uma taça onde haviam sido deitados vários copos...Assim, era um céptico inveterado que, no fundo, não acreditava em nada nem em ninguém; mas trabalhava com todos e em tudo, como se em tudo e em todos acreditasse. De uma frieza capaz de não hesitar ante um acto sacrificando vidas humanas (lembremos a defesa da Índia), comovia-se quase até ás lágrimas ao ler a carta de um pedinte profissional, que dizia estar inválido, e a mulher no hospital, e os filhos com fome - embora, no fundo, suspeitasse de que era tudo mentira. Atento como poucos á presença, no dia -a-dia, das grandes opções do Homem e da História, passava (ou perdia...) imenso tempo escolhendo uma gravura ou uma fotografia para uma edição secundária: são conhecidos os pormenores que anotava e emendava , nas suas visitas ou textos que corrigia. Dotado de uma memória prodigiosa e de uma sólida cultura humanista (que nunca descurou), sabia como poucos, vencendo uma timidez inata mas fácil de descobrir, assumir o sentido da grandeza e da História nos seus actos e nas suas palavras. Era muito sensivel ás honrarias: queria-as todas, mas para depois as desprezar. E sendo um homem simples no estilo de vida, era ao mesmo tempo um verdadeiro homem da Renascença na subtileza da sua cultura, nesse sentido de grandeza a que já aludi. De uma susceptibilidade quase doentia (por vezes, tudo o podia ofender), não hesitava em colaborar com quem lhe não inspirava confiança ou até julgava capaza de trair. Sendo acima de tudo um homem de formação tradicionalista e mesmo rotineira, nenhuma inovação lhe metia medo e a desaconselhava aos colaboradores.
Paricularmente sensivel e apto, pela sua formação de base, para a percepção dos grandes princípios (para ele muito poucos, mas em cuja defesa era intransigente e rígido), tinha a ânsia de conhecer os pormenores, e isso levava-o a desejar - e até pedir - descrições e esquemas que lhe permitissem uma ideia clara das realidades concretas, que não procurava conhecer directamente. Dai o espanto que causava quando, sem nunca ter estado numa cidade, aqui ou no Ultramar, pedia informaçõres sobre o adiantamento das obras de construcção de um edificio nela situado e o localizava com precisão. Tinha pela terra e pelos seus problemas o amor do pequeno proprietário rural. E a sua percepção estática, embora tendendo para parâmetros clássicos, era extremamente apurada.
Quando o Prof. Oliveira Salazar faleceu, fui um dos convidados a fazer um depoimento enquanto decorria o funeral. Terminei-o com as seguintes palavras: Pense-se o que se pensar da sua obra, não é possivel evocar este Homem sem que ressoem na nossa memória as grandes frases dos grandes clássicos. Sim, porque foi tal o seu peso sobre a nossa época que até os olhos que dele fogem o encontram por toda a parte. Sempre sobre a minha geração se projecta o seu vulto enorme. E sempre Salazar, deslumbrante ou sombrio, no limiar de todo um século está de pé.
»

Henrique Martins de Carvalho, Ministro da Saúde e Assistência (1958 - 1962)

0 Comentários

quarta-feira, abril 15, 2009

Calendário de iniciativas PNR 

Castelo Branco - 18 de Abril 2009 - Almoço

Faro - 1 de Maio 2009 - Almoço + Conferência + Manif

Porto - 9 de Maio 2009 - Almoço

Setúbal - 17 de Maio 2009 - Almoço

Santarém - 23 de Maio 2009 - Almoço

Coimbra - 30 de Maio 2009 - Almoço

Viseu - 30 de Maio 2009 - Jantar

2 Comentários

terça-feira, abril 14, 2009

Comemoração do 120º Aniversário do nascimento do Doutor Salazar 

Comemora-se em 28 de Abril próximo mais um aniversário de nascimento do Doutor António de Oliveira Salazar.
No dia 2 de Maio, em Lisboa, realiza-se uma homenagem ao grande estadista.
A todos os que queiram participar, convidamos a que se informem antecipadamente:

Contacto: info@oliveirasalazar.org
http://www.oliveirasalazar.org/

0 Comentários

Sábado em Lisboa: os 80 anos de Tintin 


No próximo sábado dia 18 de Abril, no Palácio da Independência (Sociedade Histórica da Independência de Portugal):
Um encontro sobre Tintin e os seus 80 anos de vida, com a presença a melhor blogosfera: Mário Casa Nova Martins, João Marchante e Eurico de Barros.
A não perder.

0 Comentários

Apresentação da revista “Identitário” nº3 no Norte 

(Via Causa Identitária)
No próximo dia 18 de Abril, a associação Causa Identitária irá realizar um almoço-convívio na cidade do Porto, juntando associados, simpatizantes e amigos. Este contará com uma breve apresentação do mais recente número da revista “Identitário” e de uma abordagem à temática em questão. Haverá, igualmente, espaço para debate, venda de material e apresentação de projectos futuros.
Todos os interessados em participar nesta ocasião devem enviar um e-mail como forma de inscrição.
Identidade, Liberdade, Acção!

0 Comentários

1º de Maio em Faro 


www.pnr.pt

0 Comentários

domingo, abril 12, 2009

PNR: acções de pré-campanha e de campanha eleitoral para as europeias de 2009 

18 Abril - Castelo Branco
http://www.forumnacional.net/showthread.php?t=34664

1 Maio - Faro
http://www.forumnacional.net/showthread.php?t=35170

9 Maio - Porto
http://www.forumnacional.net/showthread.php?t=34775

23 Maio - Santarém
http://www.forumnacional.net/showthread.php?t=34961

30 Maio - Almoço Coimbra
http://www.forumnacional.net/showthr...t=30813&page=7

30 Maio - Jantar Viseu
http://www.forumnacional.net/showthread.php?t=34339

1 Comentários

quarta-feira, abril 08, 2009

PNR: encontro em Castelo Branco a 18 de Abril 

Terá lugar um almoço-convívio do PNR no dia 18 de Abril em Castelo Branco.
O almoço está aberto a todos os militantes e simpatizantes do distrito bem como aos de outros locais que resolverem ajudar com a sua presença.
Estarão presentes o Presidente do PNR, José Pinto-Coelho e outros dirigentes do PNR.
Depois do almoço será feita uma distribuição de panfletos pela cidade.
Inscrevam-se quanto antes, para reserva de lugares.

0 Comentários

segunda-feira, abril 06, 2009

PNR vítima de perseguição política 

O Partido Nacional Renovador acaba de ser vítima de um acto de perseguição política. O seu presidente, José Pinto-Coelho, foi constituído arguido com a medida de coação de Termo de Identidade e Residência, no seguimento de uma queixa-crime apresentada contra o partido pelo vereador da Câmara Municipal de Lisboa, José Sá Fernandes.
A história é simples. O PNR, no uso de uma prerrogativa legal, afixou em Outubro de 2008 um cartaz de teor político na zona de Entrecampos, em Lisboa. Como é normal, várias vozes se ergueram contra a mensagem do mesmo, exigindo a sua retirada. Na altura, o Procurador-Geral da República afirmou publicamente que o cartaz exposto não preenchia os elementos típicos de ilícito criminal e que, por isso, não deveria ser removido.
Apesar disso, o vereador Sá Fernandes, eleito por um partido de extrema-esquerda, ordenou abusivamente que os serviços camarários retirassem o cartaz e apresentou queixa-crime contra o PNR por “discriminação racial”. Foi em virtude de tal queixa que o Presidente do PNR foi constituído arguido na passada quinta-feira, 2 de Abril, tendo-lhe sido aplicada a medida de coacção de Termo de Identidade e Residência.
Numa altura em que tantos se indignam com as pressões e perseguições movidas pelo poder político a jornalistas e magistrados, o PNR aguarda para o seu caso a resposta dos valorosos defensores da liberdade de expressão.

Comissão Política Nacional 5 de Abril de 2009

1 Comentários

sexta-feira, abril 03, 2009

Mensagem de José Pinto-Coelho 

Do Presidente aos Nacionalistas, Abril de 2009


Neste mês de Abril não posso deixar de evocar três datas importantes que estão já aí ao virar da esquina:

> 25 de Abril.
Estranham por certo que me refira a esta efeméride como algo importante. Mas insisto que sim: importante pela negativa!
Assinalam-se os 35 anos de uma das páginas mais negras da nossa História quase milenar. Uma daquelas páginas que ombreiam com muitas outras de tragédia, traição ou humilhação, tais como, por exemplo, a Crise de 1383-85, o Domínio Espanhol, as Invasões Francesas, a Guerra Civil do século XIX, o Mapa Cor-de-Rosa ou o 5 de Outubro Maçónico e Jacobino.
Goste-se ou não do anterior regime, que estava podre, por certo, e minado por medíocres, a verdade é que no essencial não era anti-nacional. Já o 25 de Abril, feito pela verdadeira geração rasca, trouxe consigo a grande traição ao sangue português derramado no Ultramar e fez emergir uma classe política medíocre, oportunista, entranhadamente corrupta e anti-nacional que não tem parado de roubar Portugal e hipotecar o seu futuro.
Saímos do terror comunista do PREC e entrámos de seguida no horror deste sistema de destruição nacional, no qual os ditos defensores da liberdade e tolerância, mais não fazem do que blindar um sistema totalitário, hipócrita, dominado pela maçonaria e lóbis, cujos frutos podres estão bem à vista: perda da independência nacional, invasão imigrante, desemprego, precariedade, endividamento das famílias, cultura de morte (aborto, homossexualidade eutanásia, droga), criminalidade, corrupção, impunidade dos poderosos, fosso crescente entre ricos e classe média empobrecida, pobreza de um quinto da população, endividamento externo, envelhecimento da população, falta de esperança no futuro…
Eis pois, o “brilhante” legado da revolução abrileira que nos veio “libertar”...

> 26 de Abril
Contrastando com a triste véspera deste dia, será Canonizado um dos Grandes Portugueses de sempre! D. Nuno Álvares Pereira, Condestável do Reino, Guerreiro e Santo.
Os festejos que envolvem a especial evocação deste enorme português em nada se podem comparar com uma daquelas noitadas festivas por causa um qualquer troféu recebido numa prova desportiva internacional. Pelo contrário, a sua elevação a Santo enaltece a vida e obra de um Grande Português cuja conduta, entrega, Fé e patriotismo deveriam ser sempre uma luz orientadora dos Patriotas de todos os tempos. D. Nuno Álvares Pereira, esse Santo Nacional, é um português exemplar do qual, hoje e sempre, os nacionalistas se orgulham.
Eis mais um motivo de Orgulho Nacional que nos foi legado por um grande filho da Nação.

> 1º de Maio
Apelo a uma mobilização geral dos Nacionalistas rumo a Faro.
Estamos em pré-campanha, não só da eleição para o Parlamento Europeu, mas também, e no fundo, de três actos eleitorais que são de extrema importância para a afirmação do PNR.
É imperativa pois, a generosidade e apoio efectivo ao partido que, contra todas as dificuldades, defende sempre Portugal e os portugueses.
E porquê este pedido de mobilização em Faro? Porque nesta cidade haverá uma conferência de imprensa de apresentação oficial do Cabeça de Lista do PNR às “Europeias”, Humberto Nuno de Oliveira, que precisa do apoio de todos os Nacionalistas e o merece! Assim, contamos com a vossa presença nesta conferência.
De seguida faremos a nossa manifestação do “Dia do Trabalho Nacional”. A presença dos nacionalistas, mais do que nunca, faz todo o sentido, neste momento em que se vive uma depressão gerada pela gula capitalista que endividou as pessoas, criou ilusões, incentivou ao consumo sem que este tivesse sido acompanhado pela produção, fez disparar o desemprego e as falências e, como sempre, quem mais sofre são as famílias e os trabalhadores.
Por isso, no Dia 1 de Maio peço que correspondam ao meu apelo de mobilização e apoio ao PNR em Faro.

José Pinto-Coelho
3 de Abril 2009

1 Comentários

quarta-feira, abril 01, 2009

O crime está na lei : “Casamentos” de pessoas do mesmo sexo e “homofobia” 

Comunicado PNR:

Jorge Lacão, secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros, volta de novo à carga com o tema da não “discriminação” dos homossexuais e da “homofobia”, reforçando a convicção de que na próxima legislatura se “poderá vir a legalizar o casamento civil entre pessoas do mesmo sexo".
Indo mais longe, lembrou que "o crime de homofobia também contempla as consequências do incitamento ao ódio por efeito da discriminação de pessoas pela sua orientação sexual", agitando o bicho papão para assustar as potenciais vozes contrárias. Como quem diz “quem se mete connosco, leva”…
O PNR novamente e sempre, repete que não se cala perante este tipo de desonestidades, que visam “criminalizar” determinadas convicções e não hesita assim, em dizer que o crime está na lei! Lei essa, à qual sobra perversão e falta bom senso.
Num época em que cada vez mais a humanidade se preocupa com o ambiente - água, terra, ar, vida animal e vegetal… – incorre no contra-senso de condenar o ser humano à auto-destruição pela imposição, por parte de uns quantos, de uma cultura de morte, da qual faz parte a promoção da homossexualidade, por ser desviante, contra-natura e não contribuir para a manutenção da espécie humana.
O PNR acusa o governo Sócrates e o PS de contribuírem gravemente para o suicídio nacional ao implementarem uma autêntica política de morte perante a qual Portugal desaparece e morre. Lembramos que nesta legislatura, o governo:

> Patrocinou a aprovação do Aborto Livre;
> Modificou escandalosamente a Lei do Divórcio;
> Tornou ainda mais permissivas as Lei da Nacionalidade e da Imigração.
> Comprometeu-se com a legalização de “casamentos” entre pessoas do mesmo sexo, que obviamente trará a adopção de crianças por arrasto;
> Reintroduziu o tema da Eutanásia na discussão pública, no sentido de também fazer aprovar a sua legalização.

Sendo o PNR um Partido efectivamente pró vida, e não se deixando atemorizar pelas ameaças do pensamento único, não pode deixar de denunciar a tentativa do PS em aniquilar de vez todos os valores da vida em que a sociedade Portuguesa sempre assentou e calar as vozes que se lhe opõe frontalmente por via penal.
José Pinto-Coelho volta a afirmar que “não reconhece a menor autoridade moral a quem impõe a igualdade entre desiguais e a invenção do conceito de «homofobia» como arma hipócrita”. Acrescentando ainda que “não aceita que nos tomem por parvos e que não baixaremos os braços perante as mariquices intelectuais que os bem-pensantes nos querem impor”.

Comissão Política Nacional 31 de Março de 2009

1 Comentários
Divulgue o seu blog! Blog search directory

This page is powered by Blogger. Isn't yours?