<$BlogRSDURL$>

sábado, maio 31, 2008

A Portuguesa 


1 Comentários

Um imenso território a conquistar: Youtube 

Muito já se fez; muito mais há para fazer.
Algumas contas do Youtube com material vídeo de divulgação nacionalista:




0 Comentários

10 de Junho: por Portugal! 


0 Comentários

É agora?? 

"Com o fim do CDS, com a travessia no deserto do PSD, com um nacionalismo residual, com um PND no caixão, não estará na altura dos que dizem ter princípios de Direita fazerem alguma coisa? Ou então que se calem para sempre..."
(O Pasquim da Reacção)

0 Comentários

Contra a apatia e o imobilismo, lutar, lutar! 

"Portugal está com a «corda na garganta», e a sociedade em geral, por um lado, e os políticos, por outro lado, só têm contribuído para uma dissociação tão grande de interesses, que as soluções para o país já quase não têm luz ao fundo do túnel. É urgente acenar bandeiras pretas de protesto, é urgente «gritar», é urgente não deixar passar despercebido o desencanto, a desilusão, a falta de esperança, e sobretudo o desespero de tantos e tantos portugueses, que asfixiam todos os dias numa doença que se está a tornar incurável, e que se chama nada mais nada menos do que «apatia». É apenas fruto do comodismo, e da falta de coragem, e estejamos certos que se o mundo vai mal, «nada nesta vida muda se não houver quem tente»."
Susana Barbosa, no Arestália.

0 Comentários

"O que é ser de Direita?" 

Cerca de 80 militantes e simpatizantes do CDS vão participar este sábado em cursos de «formação política» nas áreas da Europa, Comunicação e Fiscalidade.
Estes cursos, um em Sintra e outro em Cascais, com cerca de 40 alunos cada, serão os primeiros de uma série de iniciativas semelhantes até ao final do ano e em todo o País.
«O que é ser de Direita», as diferenças entre Democracia-Cristã, Liberalismo e Conservadorismo, como comunicar em política, e questões europeias e de fiscalidade são alguns dos temas dos primeiros dois cursos de formação política do CDS-PP.
A iniciativa visa colmatar «uma falha» sentida pelas estruturas e que pretende abranger centenas de quadros dos populares, militantes e independentes. Os cursos são feitos em parceria com o Partido Popular Europeu e o Instituto Amaro da Costa, cujo presidente, Manuel Pinto Machado, está entre os oradores.
Em Cascais, irão falar José Luís da Cruz Vilaça sobre «Negociações Europeias: o poder de um Estado como Portugal», Assunção Cristas sobre «Políticas Públicas: Família e Demografia» e Pedro Mota Soares sobre «Agenda Política».
Em Sintra, haverá intervenções de João Rebelo sobre as diferenças entre Democracia Cristã, Liberalismo e Conservadorismo, e de Pires de Lima sobre «O modelo social europeu: flexigurança e alternativas liberais».

0 Comentários

quinta-feira, maio 29, 2008

10 de Junho, em Lisboa 


0 Comentários

A área nacional definha? 

Escreveu o ilustre bloguista que rema no ODISSEIA algumas reflexões a merecer destaque e melhor análise. Eu não tenho tempo, e por isso não irei fazer as observações que desejaria. Mas consigno desde já que espero e desejo que não tenha razão, e creio realmente que não a terá toda, embora lhe assistam algumas razões (traduzindo, parece-me que aponta algumas realidades indiscutíveis, mas talvez não tenha acertado completamente no diagnóstico). Mas aqui fica o escrito, e o meu apelo aos leitores: vão lá demonstrar-lhe que não tem razão!

"É incrível a decadência da blogosfera nacional. Menos da qualidade do que ainda se vai escrevendo que de duas coisas: da quantidade de postais publicados e do número de visitas. Passado o entusiasmo dos anos 2004 e 2005 (e em parte de 2006) entrou-se numa situação de desânimo e até de indiferença. Indiferença dos leitores e indiferença de quem escreve.
No meu antigo blogue “Santos da Casa” chegava a ter dias com mais de 140 visitas e não passava um dia sem ter vários comentários. Já este “Odisseia” não suscita quaisquer comentários e as visitas raramente passam as 30 por dia. É evidente que, mesmo não havendo preocupação em chegar a muita gente, há limites para o esforço que envolve publicar postais com alguma qualidade.
Nunca gostei de blogues sem comentários e irritam-me igualmente aqueles em que há moderação, pois impedem qualquer taco-a-taco na discussão dos temas. Mas hoje os leitores já não estão para debater coisa nenhuma. Na área nacional cada facção entrincheirou-se no seu pequenino meio, visitam-se e comentam nos seus espaços apenas, deixou de haver troca de perspectivas. Entretanto vão surgindo como cogumelos movimentos nacionalistas, fazendo lembrar a proliferação de grupúsculos no tempo do PREC.
Já o PNR, movimento que era suposto agregar gente do meio independentemente da sensibilidade, afugentou meio mundo com a sua complacência para com comportamentos “musculados” (nas palavras e actos); imagine-se a imagem que ficou na população em geral, ainda por cima inflacionada pela histeria mediática.
Para mim, o nacionalismo em Portugal é hoje um movimento moribundo. Com os erros que se repetem de década para década, mudando as pessoas e os movimentos, é caso para pensar se alguma vez se vai conseguir ter um projecto credível, sólido, que atraia estratos da população pouco ideologizados mas com sensibilidade patriótica, no fundo quem permitiria o crescimento e a afirmação do movimento.
Voltando à blogosfera, felizmente ainda se vão mantendo algumas casas recomendáveis, em geral aquelas que já passaram o marco dos quatro anos e às quais não é lícito pensarem em desistir. "


0 Comentários

Encontro Nacionalista em Évora 

Vai realizar-se em Évora um encontro nacionalista dia 22 de Junho de 2008.
Programa:
Encontro na Praça do Giraldo às 12h00
Almoço de Convívio às 13h00
No fim do almoço será feita a distribuição de folhetos na zona da Feira de São João.
Confirmações de presenças e inscrições para o almoço:
http://www.evoraterraportuguesa.blogspot.com/

0 Comentários

10 de Junho: desfile patriótico em Lisboa 





No dia 10 de Junho, novamente, o PNR vai celebrar o Dia de Portugal, com uma manifestação em Lisboa.
16.00 horas Concentração no Largo de Camões.
16.30 horas Desfile até à Praça dos Restauradores.
17.30 horas Discursos (na Praça dos Restauradores).

Nesse dia, é um dever patriótico abdicar da praia ou de outro legítimo e normal programa familiar ou social para estar na rua a celebrar a nossa Nação.

O PNR pede a mobilização de todos!

0 Comentários

PNR: almoço convívio para militantes 

Realiza-se no dia 10 de Junho, em Lisboa, entre as 13.00 e as 15.00 horas um almoço-convívio, destinado exclusivamente a militantes do PNR.
Neste período de tempo, que precede o Desfile Patriótico marcado para as 16.00 horas, os militantes terão ocasião de se conhecer melhor, bem como de ficarem informados acerca de diversas iniciativas do PNR.
Os interessados em inscreverem-se para este almoço, deverão fazê-lo para o mail: ce@pnr.pt.

0 Comentários

terça-feira, maio 27, 2008

Almoço de confraternização a 7 de Junho 

Está marcado para o dia 7 de Junho próximo um almoço de confraternização, promovido pelo NEOS - Núcleo de Estudos Oliveira Salazar, a propósito da passagem das datas históricas de 28 de Maio e de 10 de Junho.
Para mais informações, ver http://www.oliveirasalazar.org/
Em caso de dúvidas, contactar: info@oliveirasalazar.org

0 Comentários

segunda-feira, maio 26, 2008

A mulher que ajudou a fundar um partido e agora quer criar outro 

Entrevista a Susana Barbosa no Diário de Aveiro:
«Não estou na política para ser mais do mesmo», diz Susana Barbosa, que ajudou a fundar o Partido da Nova Democracia e agora batalha por criar o Partido da Liberdade. Natural de Sever do Vouga, luta a partir de Aveiro por uma «nova direita» em Portugal.

0 Comentários

10 de Junho em Sintra 


http://blogidentitario.wordpress.com/

1 Comentários

Acção! 

Para além do empenhamento (que é neste momento prioritário) na organização da manifestação do 10 de Junho - Dia de Portugal, em Lisboa, o movimento nacional marca presença por todo o país.
Vejam-se as notícias sobre as actividades de campanha em Aveiro.
Anunciam-se para breve iniciativas para a cidade de Évora.

0 Comentários

domingo, maio 25, 2008

Manuel Monteiro diz que «chegou a hora de dizer basta!» e apela ao «direito à indignação» 

O Partido da Nova Democracia (PND) apelou este domingo aos portugueses para que realizem «buzinões», marchas lentas e boicotes ao consumo de combustíveis em todo o país, em protesto contra os sucessivos aumentos dos preços, refere a Lusa.
Num comunicado emitido na sequência de uma reunião do presidente do partido com os Coordenadores distritais do Norte, o PND lançou um apelo a «incentivar os portugueses a exercerem o seu direito à indignação, buzinando, fazendo marchas lentas, não consumindo combustível vendido pelas companhias que mais aumentos fazem».
Lembrando que o Partido Socialista, quando estava na oposição, «liderou um buzinão na Ponte sobre o Tejo, em protesto contra o aumento das portagens», o PND considera que «chegou a hora de dizer Basta!», e que «estão criadas todas as condições para que o Direito à Indignação e, se necessário, à Resistência» surja em Portugal.
Por outro lado, o partido liderado por Manuel Monteiro considera que o apelo que lança se deve também à «clara ausência de liderança da oposição parlamentar à direita do PS e a mais que ultrapassada forma de contestação à sua esquerda».
O PND afirma, por isso, estar disponível para «se juntar a acções que surjam para defender a dignidade» dos portugueses, ajudando na sua promoção, uma vez que o partido não pretende ser cúmplice de um sistema que «coloca a lei ao serviço da destruição das famílias portuguesas».

0 Comentários

sexta-feira, maio 23, 2008

Portugal sem fim 

Dois dos maiores sites de portugueses no exterior, vistos por muitos milhares de portugueses:

http://www.portugalnoticias.com/

http://www.portugalclub.org/

Participem também, com as vossas ideias e os vossos textos!

0 Comentários

O 10 de Junho do ano passado 

Veja o video da manifestação de 10 de Junho de 2007

0 Comentários

quinta-feira, maio 22, 2008

10 de Junho - Dia de Portugal 

No dia 10 de Junho, novamente, o PNR vai celebrar o Dia de Portugal, com uma manifestação em Lisboa.

16.00 horas Concentração no Largo de Camões.
16.30 horas Desfile até à Praça dos Restauradores.
17.30 horas Discursos (na Praça dos Restauradores).

Nesse dia, é um dever patriótico abdicar da praia ou de outro legítimo e normal programa familiar ou social para estar na rua a celebrar a nossa Nação.

O PNR pede a mobilização de todos!

2 Comentários

quarta-feira, maio 21, 2008

Dia de Portugal 


0 Comentários

segunda-feira, maio 19, 2008

Conferência “Migrações Humanas na Europa nos séculos XX e XXI 

Conforme agendada, decorreu no dia 17 de Maio a Conferência subordinada ao tema “migrações humanas na Europa dos séculos XX e XXI”. O evento decorreu dentro na normalidade, tendo os cinco intervenientes abordado a temática sub vários prismas. António Correia fez uma dissertação de carácter histórico e filosófico, Diogo Canavarro, da Causa Identitária, trouxe à liça a relação e a influência actuais e futuras da energia sobre as movimentações humanas. Silva Pereira conduziu os trabalhos, tendo-se pronunciado sobre as posições do MPP enquanto associação política actual e moderna, bem como sobre os benefícios do municipalismo na criação de uma sociedade mais justa e participativa pelos cidadãos. Jorge Ribeiro falou em nome da Juventude do MPP, cuja organização se encontra em fase de arranque e teve um discurso de forte pendor político. Carlos Branco analisou a perspectiva demográfica e geográfica do tema e as dificuldades de integração de imigrantes nas sociedades de acolhimento.
Francisco Pereira, o representante local do MPP, fez a abertura da conferência. Foi dele que partiu a ideia da iniciativa.
A assistência foi participativa, pondo questões à mesa.
À margem da conferência, foi positivo o contacto com companheiros de Guimarães, de Vila do Conde e de Barcelos, tendo a presença e participação dos camaradas da Causa Identitária reforçado os laços de cooperação entre esta e o MPP.

0 Comentários

Causa Identitária: reunião em Alcobaça 

No dia 15 de Maio uma delegação da Causa Identitária foi recebida na câmara municipal de Alcobaça pela Vereadora do pelouro da Cultura, Dr.ª Alcina Gonçalves, juntamente com uma sua assistente, para uma audiência sobre o Castelo de Alcobaça. Após os agradecimentos pela disponibilidade em receber a delegação, a mesma fez uma breve apresentação da associação e aproveitou a oportunidade para oferecer um exemplar da revista “Identitário” que foi muito bem acolhida.
Começando por explicar que a preservação do castelo, enquanto pólo de desenvolvimento da região, é o que move a nossa petição, foi questionado o que tem ou não sido feito nesse sentido. Transmitiu-se igualmente a necessidade da sua requalificação e para o facto de o Castelo estar ao abandono, cheio de ervas, graffitis e dejectos, para além dos perigos de segurança (enormes buracos, inexistência de redes de protecção, etc.).
A Sra. Vereadora mostrou-se sensível às alegações, assegurando que o monumento não está esquecido mas que têm surgido outras necessidades importantes (incluindo requalificações), que não têm permitido à câmara tratar de todos os casos, e que ainda estão a decorrer escavações arqueológicas naquele local. Ainda assim, a mesma indicou que vai desenvolver os seus mecanismos para que a área seja limpa e segura, manifestando também que se dentro de um mês se mantiver tudo no mesmo panorama a associação «deverá voltar a entrar em contacto com a câmara».
Foram ainda abordadas diversas temáticas de interesse para Alcobaça e região do Oeste, como a reabertura do museu do vinho, roteiros turísticos, atribuição de fundos monetários, descentralização, etc., sempre num elevado espírito de cordialidade entre as duas partes.
Com a satisfação de ter sido dado mais um passo no sentido da requalificação e devolução de um espaço de cultura à comunidade, a Causa Identitária reitera a necessidade da angariação assinaturas para a petição e assegura que vai continuar vigilante no sentido de conseguir a limpeza e reforço de segurança da área do castelo.


0 Comentários

Mobilizem-se! 


0 Comentários

domingo, maio 18, 2008

Presença Nacional 

Em Aveiro
Em Castelo Branco
Em Coimbra
Em Évora
Em Portalegre
Em S. Martinho do Campo
Em Viana do Castelo

0 Comentários

sábado, maio 17, 2008

La leggenda del Piave 



Il Piave mormorava calmo e placido al passaggio
dei primi fanti il ventiquattro maggio;
l'esercito marciava per raggiunger la frontiera
per far contro il nemico una barriera!
Muti passaron quella notte i fanti,
tacere bisognava e andare avanti.
S'udiva intanto dalle amate sponde
sommesso e lieve il tripudiar de l'onde.
Era un presagio dolce e lusinghiero.
il Piave mormorò: "Non passa lo straniero!"

Ma in una notte triste si parlò di tradimento
e il Piave udiva l'ira e lo sgomento.
Ahi, quanta gente ha visto venir giù, lasciare il tetto,
per l'onta consumata a Caporetto.
Profughi ovunque dai lontani monti,
venivano a gremir tutti i suoi ponti.
S'udiva allor dalle violate sponde
sommesso e triste il mormorio de l'onde.
Come un singhiozzo in quell'autunno nero
il Piave mormorò: "Ritorna lo straniero!"

E ritornò il nemico per l'orgoglio e per la fame volea sfogare tutte le sue brame,
vedeva il piano aprico di lassù: voleva ancora
sfamarsi e tripudiare come allora!
No, disse il Piave, no, dissero i fanti,
mai più il nemico faccia un passo avanti!
Si vide il Piave rigonfiar le sponde
e come i fanti combattevan l'onde.
Rosso del sangue del nemico altero,
il Piave comandò: "Indietro va', o straniero!"

Indietreggiò il nemico fino a Trieste fino a Trento
e la Vittoria sciolse l'ali al vento!
Fu sacro il patto antico, tra le schiere furon visti
risorgere Oberdan, Sauro e Battisti!
Infranse alfin l'italico valore
le forche e l'armi dell'Impiccatore!
Sicure l'Alpi, libere le sponde,
e tacque il Piave, si placaron l'onde.
Sul patrio suolo vinti i torvi Imperi,
la Pace non trovò né oppressi, né stranieri!

0 Comentários

Il Piave mormorava... 


0 Comentários

sexta-feira, maio 16, 2008

As amplas liberdades 

Em França: comunistas manifestam-se contra nova sede nacional da FN:
No dia 2 de Maio deste ano, a Frente Nacional instalou a sua nova sede nacional em Nanterre, num edifício moderno com cerca de 1800 metros quadrados.Porém, desde essa data, um sem número de de pressões, ameaças e mesmo actos de vandalismo tendo como alvo o edifício foram já cometidos.O autarca comunista que gere o município, chegou a escrever ao proprietário do imóvel instigando-o a anular o contrato de arrendamento.Segundo o comunista Patrick Jarry:«é preciso que as pessoas compreendam que há lugares onde a Frente Nacional não tem o direito sequer de pisar e muito menos de instalar a sua sede».Por seu turno, na noite de 8 para 9 de Maio último vários projécteis foram lançados contra as instalações do partido de Le Pen..
Para o próximo dia 17 de Maio, está já agendada uma manifestação convocada pela generalidade dos partidos de esquerda que terá lugar em frente ao novo quartel general da formação nacionalista.
Mais detalhes em:
http://www.frontnational.com/
http://www.jacques-vassieux.com/

Na Grã-Bretanha, os bem pensantes excluem os nacionalistas da espécie humana:
Falando na Escócia, o "chairman of the Commission of Equality and Human Rights", senhor Trevor Phillips, proclamou solenemente que as pessoas do British National Party "should be treated as less than human".
Em consequência, nem direitos, nem empregos, nem liberdades...

1 Comentários

quinta-feira, maio 15, 2008

Imigração e Identidade 

Alain de Benoist, citado no Inconformista:

"Crer que é a imigração que atenta principalmente contra a identidade colectiva dos países de acolhimento é um erro. O que atenta contra as identidades colectivas é, em primeiro lugar, a forma de existência que prevalece hoje em dia nos países ocidentais e que ameaça estender-se progressivamente ao mundo inteiro. Os imigrantes não têm culpa que os europeus já não sejam capazes de dar ao mundo o exemplo de um modo de vida que lhes seja próprio! A imigração, deste ponto de vista, é uma consequência antes de ser uma causa: ela constitui um problema porque, face aos imigrantes que normalmente conservam as suas tradições, os ocidentais já decidiram renunciar às suas. A americanização do mundo, homogeneidade dos modos de produção e de consumo, o reino da mercadoria, a extensão do mercado planetário, a erosão sistemática das culturas pelo efeito da mundialização corroem a identidade dos povos muito mais que a imigração. (...)"


1 Comentários

Em marcha contra a hipocrisia 

Um inspirado texto do Política XIX:

O Esquerda.net é iluminado pela fina flor do activismo intelectual em Portugal. Após a efémera mas profícua passagem por lá de Gualter Baptista, líder dos Verdes Eufémias e porta-voz do ataque terrorista* a um campo de milho em Silves, desponta agora o promissor Luís Branco que explana todo o seu saber num texto intitulado "Em marcha contra a hipocrisia".
Luis Branco exulta com o sucesso dos "Movimentos em defesa da canábis" e as mais de duas mil pessoas que participaram em Portugal na Marcha Global pela Marijuana. No entanto, o atilado Luis Branco adverte também para um dos mais graves problemas que ameaça a sociedade Portuguesa: "
a popularidade da "ganza" está em queda entre os mais jovens". E este é um sério problema ao qual o executivo de José Sócrates parece não prestar a devida atenção, sobretudo neste momento em que o planeta se debate com uma crise ecológica sem precedentes.
Felizmente, o Bloco de Esquerda tem a solução para este flagelo. Basta terminar com o preconceito que domina a política e alterar estas leis proibicionistas e intolerantes do início do século passado, extremamente ultrapassadas, substituindo-as por leis do século XXII.
Tal como aconteceu com o aborto, é só liberalizar.


*De acordo com a classificação da Europol.


0 Comentários

quarta-feira, maio 14, 2008

Contribua para o crescimento da Metapedia! 

Escrevam e publiquem os vossos artigos na Metapedia!
A Metapedia é uma enciclopédia electrónica sobre cultura, arte, ciência, filosofia e política.
A Metapedia centra a sua atenção em assuntos que não são geralmente abordados em – entenda-se, que ficam de fora - enciclopédias oficiais.
A Metapedia tem uma finalidade metapolítica, com o intuito de influenciar o debate, a cultura e a perspectiva histórica oficiais.
O projecto está ainda na sua fase inicial, mas a base de dados está a crescer.
Você é honestamente bem-vindo a contribuir para o crescimento desta valiosa e original enciclopédia.

0 Comentários

O que importa agora 

É preparar o próximo 10 de Junho: fazer do Dia de Portugal uma jornada inesquecível, um marco histórico na reconquista de Portugal.
Falta pouco tempo, e para esse desafio estamos todos convocados.

2 Comentários

Migrações Humanas nos séculos XX e XXI: razões e consequências para a Europa 

O Movimento Pró-Pátria, tendo em conta a actualidade do tema, tomou a iniciativa de realizar em S. Martinho do Campo, dia 17 de Maio de 2008, uma conferência/debate sobre o tema “Migrações Humanas no século XX e XXI: razões e consequências para a Europa”.
A iniciativa decorre a partir das 15 horas do dia 17 de Maio, no Salão Nobre da Junta de Freguesia de São Martinho do Campo, Santo Tirso.


0 Comentários

terça-feira, maio 13, 2008

Notícia RTPN 


0 Comentários

Notícia RTP1 


0 Comentários

O combate do futuro 

Outro que se lança ao caminho: A Voz Nacional.
Que nunca essa voz nos falte!

0 Comentários

Entrevista de José Pinto-Coelho 

O presidente do PNR concedeu uma entrevista ao Diário de Notícias de hoje:

"Libertação de Machado não é uma ameaça"

- Ficou surpreendido com a libertação ontem de Mário Machado?
- Fiquei relativamente espantado. Ele [Mário Machado] ligou-me há pouco e soube pelo próprio que tinha sido libertado. Ele fez questão de me dar a notícia em primeira mão.
- O que é que ele lhe disse?
- Mandou-me um abraço e agradeceu-me o apoio. Disse-me que estava impedido de sair da freguesia, mas que estava livre. Sempre pode sair de casa, respirar ar puro, ver pessoas... Eu fiquei muito feliz. Mas a justiça só se fará quando forem repostos os danos morais e financeiros que, quer o Mário Machado quer o Vasco Leitão, que tem estado em prisão domiciliária, sofreram neste último ano.
- Esta reviravolta, isto é, a libertação não põe em causa a tese que tem defendido, segundo a qual Mário Machado tem sido vítima de perseguição política?
- Não, a minha tese mantém-se firme em relação ao Ministério Público, não retiro uma vírgula ao que disse sobre isto. Agora, tudo me leva a crer que começa a haver bom senso...
- ... isso é um elogio à magistratura judicial?
- Não, não é isso... mas verifico que começa a haver algum bom senso e vejo isso com muito agrado.
- Têm passado pelo julgamento várias pessoas a testemunhar que foram alvo de ameaças. Essas pessoas têm agora razão para recear? José Falcão, da SOS-Racismo, diz que poderá ser uma ameaça para algumas pessoas.
- Não existe qualquer fundamento para terem receio. Não é uma ameaça. Isso é alarido, é tudo teatro. É por causa dessa mentalidade que tiraram um ano de liberdade ao Mário. Mas esse senhor Falcão, que chamou recentemente os militantes do PNR de traficantes, vai ter de prestar esclarecimentos no espaço próprio.
- Se tivesse recebido ameaças como algumas testemunhas, e relembro Ricardo Araújo Pereira, dizem ter recebido de elementos da extrema-direita, estava agora descansado?
- Mas esses senhores da extrema-esquerda sabem que não foram ameaçados. É tudo histeria. Alguma vez o Daniel Oliveira foi ameaçado? Não... é tudo uma palhaçada...
- Mas Ricardo Araújo Pereira disse mesmo em tribunal que teve de mudar de vida e de casa...
- ... ai coitadinho... é só o que posso dizer. Ao que sei nunca recebeu ameaças, a não ser quando fizeram o tal cartaz ofensivo e foi num sítio na Internet onde não se controla quem escreve... isto não é uma ameaça.
- Não há qualquer razão para estas acusações?
- Mário Machado ou Vasco Leitão têm crimes graves às suas costas? Não. A extrema-esquerda, sim, tem.

1 Comentários

segunda-feira, maio 12, 2008

Mário Machado saiu em liberdade 

Mário Machado, o mais conhecido dos 36 arguidos que se encontram a ser julgados no Tribunal de Monsanto, em Lisboa, e o único que se encontrava sujeito à mais gravosa das medidas de coacção, foi hoje libertado, deixando de estar em prisão preventiva, situação em que se encontrava desde Abril de 2007.
José Manuel Castro, advogado do arguido, explicou que “o juiz considerou que, dada a previsível manutenção do julgamento para lá do prazo máximo da prisão preventiva, não seria razoável manter o arguido nessa situação”.
Pela nossa parte comentamos apenas que nada do que aconteceu até agora tem um mínimo de razoabilidade; e se esta decisão for um sinal de regresso da razão, e da justiça, só vemos motivos de congratulação.
A Mário Machado, e a todos os restantes perseguidos, endereçamos votos das maiores felicidades pessoais, para eles e para suas famílias, e que finde depressa o pesadelo que têm vivido há mais de um ano.

1 Comentários

Em defesa do Castelo de Alcobaça 

Por um renovado espaço de cultura, convívio e lazer, pela salvaguarda da memória colectiva e pelo desenvolvimento da região, assine e dê a assinar a petição pela requalificação do Castelo de Alcobaça!

0 Comentários

domingo, maio 11, 2008

Camarada Hugo Pratt 

Leia no Inconformista.
E se gostar de banda desenhada fique a conhecer também o camarada Dimitri.

2 Comentários

Em Santo Tirso, conferência "Migrações Humanas nos séculos XX e XXI: razões e consequências para a Europa" 

O Movimento Pró-Pátria, tendo em conta a actualidade do tema, tomou a iniciativa de realizar em S. Martinho do Campo, dia 17 de Maio de 2008, uma conferência/debate sobre o tema “Migrações Humanas no século XX e XXI: razões e consequências para a Europa”.
A iniciativa decorre a partir das 15 horas do dia 17 de Maio, no Salão Nobre da Junta de Freguesia de São Martinho do Campo, Santo Tirso.
Oportunidade para cumprimentar o "Falangista Campense".

0 Comentários

Em Lisboa: debate sobre "Partidos Politicos - Criar ou Reciclar?" 

Anuncia-se uma conferência-debate a ter lugar no CUPAV (Centro Universitário Padre António Vieira, na Estrada da Torre, n.º 26, em Lisboa), no dia 14 de Maio de 2008 sob o título "Partidos Politicos - Criar ou Reciclar" (agora está na moda reciclar o lixo todo).
O debate terá como oradores Rui Marques, fundador do novo Partido politico MEP - Movimento Esperança Portugal (http://www.mep.pt/) e Filipe Anacoreta Correia, principal impulsionador do AR - Alternativa e Responsabilidade, movimento criado no seio do CDS com o propósito de procurar renovar por dentro o CDS (http://www.alternativaeresponsabilidade.com/).

0 Comentários

Conferência: A Filosofia Portuguesa no Século XIX 

No próximo dia 13 de Maio, às 15 horas, na Sociedade Histórica da Independência de Portugal (Palácio da Independência, Largo de São Domingos, em Lisboa), prossegue o ciclo dedicado à Filosofia Portuguesa no Século XIX, agora com uma conferência pelo Dr. António Braz Teixeira sobtre o tema "A reacção espiritualista: I - Vicente Ferrer Neto Paiva e o krausismo".

0 Comentários

sábado, maio 10, 2008

Nacionalistas no Técnico 

"O Grupo Vector é um movimento informal de alunos nacionalistas do Instituto Superior Técnico. Tem como principais objectivos a procura de novas formas de expressão e de agitação político-cultural, numa época em que, mais que nunca, os interesses dos estudantes e da própria instituição são postos em causa.
O
Grupo Vector representa uma alternativa sólida e real, capaz de influenciar de todas as formas possíveis os destinos do Instituto Superior Técnico. Acima de tudo, o Grupo Vector quer despertar os alunos da apatia generalizada em que se encontram.
O
Grupo Vector encarna um espírito de renovação e revolução. O Grupo Vector quer ser claro sem deixar de suscitar a dúvida. O Grupo Vector quer estar presente sem deixar de parecer invisível. O Grupo Vector não tem consigo a força dos números mas conhece bem os números da Força. O Grupo Vector é a unidade da razão, é a beleza da acção, é a irresistível força da subversão."

0 Comentários

sexta-feira, maio 09, 2008

Europa rompe albores 


Outra versão: a Divisão Azul canta o seu hino

0 Comentários

Embajadores en el infierno 


A Divisão Azul em marcha

0 Comentários

Falangista soy 


0 Comentários

Cara al Sol 


Maravilhoso YOUTUBE! Estou a pensar em organizar aqui um concurso: descubram-me o melhor trecho musical disponível no Youtube...

0 Comentários

O que o mundo nunca viu 

Hiroshima : ce que le monde n'avait jamais vu

La censure américaine a caché les images de victimes

(veja as dez novas fotos sobre a tragédia de Hiroshima agora reveladas)

0 Comentários

quinta-feira, maio 08, 2008

LAIBACH 


A música da Mitteleuropa: http://www.laibach.nsk.si/

0 Comentários

Marko Perkovic - a voz do nacionalismo croata 


Thompson - música para descobrir

0 Comentários

"É proibido proibir" 

É, sim senhor, mas isso é só para "os nossos"...
Le préfet de police de Paris interdit un défilé annuel de l'extrême droite radicale
Foi hoje anunciada em Paris a proibição do desfile anual de 9 de Maio, destinado a assinalar os acontecimentos de 1994 em que perdeu a vida o jovem Sebastien Dézieu.

0 Comentários

quarta-feira, maio 07, 2008

Do Presidente do PNR aos Nacionalistas 

Mensagem do Presidente do PNR:

Há poucos dias, contou-me um amigo, chocado, que esteve num jantar com cerca de 20 pessoas e nenhuma delas conhecia o PNR.
Igualmente chocado ficou quando ao contar-me este episódio não viu espanto em mim.
Pois não. Eu sei que essa é, infelizmente, a triste realidade. Verifico isso a toda a hora, sobretudo em acções na rua.
Devemos ter em conta que as pessoas são bombardeadas maciçamente com propaganda dos cinco partidos do poder e que, de igual modo, a comunicação social apresenta apenas esses mesmos partidos aos portugueses como sendo os únicos. Logo esses, que são os responsáveis pelo descalabro nacional, explicando assim o desencanto das pessoas com a política e a natural repulsa que sentem pelos políticos.
Os portugueses sabem que além desses partidos existem vagamente uns “pequenos” partidos pitorescos, mas nem sabem bem, ao menos, quais são ou quais as suas siglas…
Devemos ter em conta, ainda, que em 2005 quando obtivemos 10.000 votos nas Legislativas, apenas zero vírgula qualquer coisa dos portugueses conhecia o PNR.
Hoje, após 3 anos de esforço e activismo, podemos perceber que, fruto disso, uma percentagem razoável dos portugueses já sabe da existência do PNR mas parte desses nem a sua sigla consegue reproduzir correctamente e menos ainda sabe minimamente aquilo que defendemos.
Temos a certeza porém, que de uma forma ou outra, a grande maioria dos portugueses ainda não conhece o PNR ou, na melhor das hipóteses, já “conheceu” e já esqueceu.
É verdade que temos um grande potencial de crescimento, mas é também verdade que temos que fazer um esforço ainda maior e mais constante por nos darmos a conhecer. Nas ruas!
Desiludam-se aqueles que pensarem que basta esperarmos sentados pelos votos em 2009… Nada mais errado!
Temos muito trabalho pela frente. Diário! Esforçado! Não há outra receita para lá chegarmos.
O trabalho e o esforço de cada Nacionalista e dos núcleos é absolutamente fundamental.
Não se fazem omeletas sem ovos, nem se obtêm votos sem (muito!) trabalho.
Por isso é imperativo que cada Nacionalista pergunte a si mesmo, todos os dias(!), que fiz ou farei hoje, de concreto e útil para o Nacionalismo e para o PNR?
Está nas nossas mãos...

José Pinto-Coelho
3 Maio 2008

1 Comentários

Migrações Humanas nos séculos XX e XXI : razões e consequências para a Europa 


O Movimento Pró-Pátria, tendo em conta a actualidade do tema, tomou a iniciativa de realizar em S. Martinho do Campo, dia 17 de Maio de 2008, a conferência/debate “Migrações Humanas no século XX e XXI: razões e consequências para a Europa”.

0 Comentários

Inconformistas 

Há um Ponto de não retorno!

0 Comentários

10 de Junho: desfile patriótico, do Camões aos Restauradores 


Por Portugal Sempre!

0 Comentários

terça-feira, maio 06, 2008

1º de Maio Identitário: defendendo a nossa História! 

(via Causa Identitária)
Dia 1º de Maio, data que assinala invariavelmente o esforço de milhões de pessoas que diariamente labutam já não apenas para uma vida melhor, mas acima de tudo para sobreviverem, esta é a data que de forma análoga marca mais um aniversário da associação Causa Identitária, uma iniciativa que nasceu há exactamente três anos, resultante dos anseios e inquietações de alguns jovens, e que, superando obstáculos e um sem número de adversidades, depressa deram forma àquela que representa hoje a mais inovadora expressão no campo da intervenção cívica, erigindo-se como um baluarte na defesa da cultura portuguesa, integrada numa dinâmica de preservação da nossa identidade etno-histórica, por via da sua promoção nas mais diversas vertentes e distintas frentes.
Crentes no exemplo através da acção, os identitários portugueses decidiram celebrar o seu terceiro aniversário sem festejos, ou por outras palavras, numa altura em que o nosso povo, a nossa comunidade enfrenta tantas dificuldades, sentimos que seria quase atentatório despender os nossos meios em celebrações inócuas. Fiéis ao essencial da nossa actividade, optamos no dia 1 de Maio em estarmos junto daqueles pelos quais nos movemos, os Nossos.
Provenientes do norte, centro e sul do país, diversas delegações da Causa Identitária convergiram para a bonita cidade de Alcobaça. Tal destino não foi seleccionado ao acaso. Alcobaça tem sido campo de especial atenção dos identitários, nomeadamente por ser um centro pomícola por excelência, e consequentemente por demonstrar quão a produção nacional está a ser vitima de uma política de acentuado desprezo pela parte do aparelho estatal, sempre encerrado na sua redoma centralista.
Porém, desta feita a Causa Identitária marcou presença em terras alcobacenses por outro motivo, não menos nobre, e que igualmente se coaduna com os princípios que norteiam a nossa associação. Os identitários decidiram meter em marcha uma Petição pela Requalificação do Castelo de Alcobaça, uma estrutura de defesa militar votada ao mais degradante olvido por parte das instituições competentes.
Numa atmosfera viva e jovial os identitários abordaram transeuntes e contactaram comerciantes com vista à sensibilização para o estado degradante do referido castelo, aproximação à população que foi extremamente bem recebida e apoiada, correndo actualmente a petição da Causa Identitária em diversos estabelecimentos comerciais que decidiram abraçar activamente esta iniciativa pelo resgate da nossa memória História e património arquitectónico.
Terminada a jornada, os identitários reuniram-se para avaliar a acção desenvolvida e estabelecer novas iniciativas a levar a cabo proximamente, tendo em mente que foi estabelecida uma nova etapa no campo da defesa da nossa identidade.
Identidade, Solidariedade, Acção!


0 Comentários

As canções do Movimento Nacionalista 

Para descarregar e guardar no seu computador:

http://rapidshare.com/files/112948675/Can__es_Movimento_Nacionalista.rar.html

Para recordar Diogo Pacheco de Amorim, José Campos e Sousa, Vítor Luís, José Valle de Figueiredo, Manuel Rebanda, Manuel Sobral Torres, Miguel Seabra, Couto Viana, Jorge Nogueira, e tantos outros que em tantas ocasiões entoaram estas canções.


2 Comentários

De Guimarães, de Braga, de Bragança 

Em todos os lugares de Portugal tem que existir uma presença nacionalista, viva e interventiva, actuante na vida local:
Exemplos no Guimarães Nacional, no Braga Nacional, no Bragança Nacional.
Abertos aos problemas do povo, para que o povo nos conheça. Falando sem descanso daquilo que nos preocupa, e batalhando pela soluções que propomos. Em união com todas as forças válidas da nação, de cara ao sol e corações ao alto.
Eis um programa político realista, exequível que só depende de cada um de nós.
Que cada um faça o seu melhor.

2 Comentários

Terra Portuguesa 

É uma excelente ideia, a de cobrir a Terra Portuguesa com uma rede de blogues informativos, todos verdadeiramente com raiz na terra.
De Lisboa a Viana do Castelo, de Sintra a Almada, de Odivelas a Faro, de Cascais ao Montijo, ou Évora.

Tendo como objectivos divulgar iniciativas e projectos do PNR, dar a conhecer actividades nacionalistas, promover o património natural e cultural, denunciar problemas que afectam a comunidade, despertar a consciência colectiva nacional, trata-se de um projecto de enorme alcance em que todos devemos colaborar. Só por si representa um programa políitico de grande envergadura e ambição. É preciso levá-lo à prática!
Qualquer contacto para apoiar e colaborar com a rede de blogues "Terra Portuguesa" pode ser feito para terraportuguesa@gmail.com

0 Comentários

Do Alentejo profundo 

Um blogue de um saudosista algo insociável. Lembre-se que não está sozinho, e vamos em frente. Por Portugal, sempre!

0 Comentários

Alma Pátria 

Entre Coimbra e Cantanhede, com um pé nas Gândaras e outro na Bairrada, eis o incansável Alma Pátria - um blogue com Portugal no centro.

2 Comentários

Este é de Portalegre 

Está um tanto nostálgico, agarrado às lembranças, mas normalmente tem a chama dos combatentes: é A Voz Portalegrense.

0 Comentários

Há sempre um blogue desconhecido 

Descobri este: A Cidade do Sossego. É um blogue com capital em Castelo Branco, e pareceu-me tremendamente reaccionário (tendência metaleira). Em todo o caso, recomendo a leitura.

2 Comentários

Berlin - The Downfall 1945 

Um novo livro de Antony Beevor: Berlin - The Downfall 1945

Do mesmo autor, um extraordinário artigo no "Guardian": "They raped every German female from eight to 80"
Recomendo a leitura atenta e integral.

("Berlin: The Downfall 1945" is published by Viking Penguin.The BBC Timewatch film about researching the book will be shown on BBC2 at 9pm on May 10).

1 Comentários

segunda-feira, maio 05, 2008

Facceta nera 


Versão original da que se tornou uma das mais célebres canções do fascismo: Facceta Nera, cantada por Carlo Buti.

0 Comentários

Vincere, Vincere, Vincere! 


0 Comentários

Actualizações 

Destaques de hoje na blogosfera:
Pena e Espada
Nonas
Caceteiro

0 Comentários

domingo, maio 04, 2008

Lembrando a Grécia Fascista 

Um sítio muito completo sobre a figura e o regime do General Metaxas.

0 Comentários

"Une droitisation à l'échelle de l'Europe" 

Dominique Reynié, professor de Ciências Políticas em Paris, em entrevista ao "LE MONDE", aponta o que chama "uma direitização à escala europeia":

Detecta nos recentes resultado eleitorais na Grã-Bretanha e em Itália características comuns?
Reconheço um movimento de direitização, não apenas em Roma ou em Londres, mas que se observa à escala europeia. Isto traduz-se num deslizamento espectacular para a direita do eleitorado europeu.
Desde 2007 houve dez eleições gerais: França, Estónia, Finlândia, Polónia, Bélgica, Dinamarca, Grécia, Irlanda, Espanha, Itália. Por todo o lado onde a direita estava no poder ela conservou-o. Em Itália, tomou o poder. O único exemplo em contrário é a Espanha, onde a esquerda manteve o poder.
Em alguns países onde havia uma esquerda importante, como a Finlândia, a Bélgica ou mesmo a Grécia, os partidos sociais-democratas ou socialistas registaram derrotas particularmente importantes.
É este o clima que se volta a encontrar nas eleições romanas e londrinas. Confirma o que se observa desde 1996 na Europa, com tendência a generalizar-se e a radicalizar-se. Não só a direita se sucede a si mesma como o faz propondo uma oferta política mais dura.

O que é que alimenta essa tendência?
Quaisquer que sejam os movimentos da conjuntura, a direita parece beneficiar deles.
Quando a conjuntura económica é melhor, há uma procura de liberalização, de desregulação, a que a esquerda não parece capaz, salvo excepções, de responder de forma convincente.
A esquerda que resiste é uma esquerda que se pode qualificar de "social-liberal", que consegue enfrentar a direita apoiando-se nos temas ditos de sociedade.
Podia pensar-se que o contexto da crise económica, em que parece ter-se entrado, seria mais favorável à esquerda, na medida em que vai gerar uma procura de redistribuição, mas a direita volta a beneficiar mais. Ela soube transformar-se, acentuando a oferta de protecção identitária e securitária e, obviamente, as questões da imigração.
Um dos dados determinantes é o envelhecimento demográfico das sociedades europeias, que exprimem cada vez mais medos e ansiedades.

Pensa que se assiste ao emergir de novas figuras da direita europeia?
Gianni Alemanno, em Roma, é tipicamente uma figura da direita europeia em ascensão. Há já algum tempo que se vê em aumento este tipo de perfil. Situa-se numa direita clássica, rompe com as referências a uma ideologia de extreema-direita, e consegue entrar num quadro de coligação importando para esta de maneira radical temas como a segurança ou a imigração.
Este género de figuras políticas vão utilizar muito mais eficazmente, porque sem complexos, os temas que fazem a diferença com a esquerda social-democrata.

2 Comentários

sábado, maio 03, 2008

Holanda: o "Orgulho Holandês" 

No passado dia 3 de Abril foi formalmente lançado um novo partido que parece destinado a marcar a agenda política na Holanda nos próximos tempos. Trata-se do partido "Trots op Nederland" (ou simplesmente ToN), ou "Orgulho da Holanda", e foi lançado pela ex-ministra Rita Verdonk.
A responsável do novo partido foi Ministra da Integração e da Imigração do governo dos Países-Baixos entre 2003 e 2007. O seu percurso valeu-lhe o epíteto de "Rita de Ferro", e é significativo da sua evolução política. Primeiro pertenceu ao Partido Socialista, pacifista, para depois aderir ao Partido Liberal (VVD) em 2002. Tornou-se uma figura popular, e controversa, como ministra, devido às suas posições firmes em matéria de imigração e de integração. Em 2006 esteve a um passo de alcançar a liderança do seu partido, mas acabou por ser excluída deste em Outubro de 2007.
O seu programa político actual junta um liberalismo económico e político (denúncia da burocracia e dos entraves à liberdade de expressão, redução do número de funcionários, exaltação da responsabilidade dos cidadãos), uma afirmação dos valores e da identidade nacionais face à imigração (redução das ajudas ao desenvolvimento, "contrato de direitos e deveres" a impôr a todos os estrangeiros, restrição do acolhimento dos candidatos ao asilo) e uma orientação securitária em matéria de ordem pública (restabelecimento da pena de morte).
"Nós não podemos constantemente estar a dar lugar e a adaptar-nos a outras culturas".
O seu discurso constitui uma mistura de liberalismo, conservadorismo e populismo.
Rita Verdonk parece ter como meta atingir 20 % dos lugares na Câmara dos Deputados nas eleições de 2010, e de acordo com as sondagens actuais estaria em posição de obter cerca de 15%. Os posicionamentos desta nova força política não a identificam nem com os partidos conservadores ou centristas clássicos nem com os partidos populistas ou nacionalistas que têm aparecido na Europa nestas épocas mais recentes, e também por essa razão a sua evolução merece ser seguida com a maior atenção por quem se intertesa pelo fenómeno político.

0 Comentários

O liberalismo e a Direita, vistos por Julius Evola 

"Resulta sumamente sintomático e humorístico o facto de que hoje em dia se considere o liberalismo como uma doutrina de Direita quando em épocas anteriores os homens da Direita viram-no como um ardil, como uma força subversiva e desagregadora, da mesma maneira que na actualidade – mesmo os liberais – vêem o marxismo e o comunismo."
(ler este importante texto de Julius Evola)

0 Comentários

Em Londres: BNP tem avanço histórico 

British National Party supporters celebrated all night at the news that Richard Barnbrook had won the party’s first seat on the Greater London Assembly.

0 Comentários

Gianni Alemanno: o engenheiro da direita social 

A eleição de Gianni Alemanno, de 50 anos, para ‘sindaco’ (presidente da câmara) de Roma foi a cereja no topo do bolo que faltava à recente vitória de Berlusconi. Numa segunda volta para que partiu com 84 mil votos de atraso e venceu com 107 mil de avanço frente a Francesco Rutelli, n.º 2 do Partido Democrático, o candidato, tratado de ‘neofascista’ por ser da Alleanza Nazionale, funcionou como carrasco das ideias demonizadoras da esquerda italiana, que diz que Berlusconi é velho e aponta a Umberto Bossi as sequelas de um acidente vascular cerebral, sem perceber que é, de facto, a sua maneira de exercer o poder que está a desiludir a sociedade.
A surpresa foi indiscutível.
O novo ‘mayor’, licenciado em Engenharia do Ambiente e Território, faz avançar o seu projecto com trabalho teórico, sem desdenhar a acção governativa. Foi ministro das Políticas Agrícolas e Florestais na anterior legislatura de Berlusconi (2001-2006), distinguiu-se a defender na União Europeia os interesses dos agricultores e pescadores e não descurou a preparação política quando passou à oposição. Aproveitou para escrever um livro intitulado ‘Direita Social’, onde trata das grandes linhas dos seus projectos políticos: liberdade e identidade. Na prática, marca distância dos liberais e do mercado como um deus. Defende a doutrina social da Igreja Católica, que diferencia do ‘cato-comunismo’ e do ‘cristão-social’, que considera subalternos da esquerda. Com uma ideia de ‘mais sociedade, menos Estado’, mostra que o Pólo da Liberdade de Berlusconi não é o circo político que os adversários querem fazer crer.
Nascido a 3 de Março de 1958 em Bari, no Sul de Itália, Gianni, ou, mais exactamente, Giovanni Alemanno, é filho de um oficial do Exército. O curso de Engenharia fê-lo em Roma, onde se distinguiu como activista. Em 1982, passou oito meses na cadeia, acusado de lançar um ‘molotov’ contra a embaixada da União Soviética em Roma, mas acabou absolvido. Mais tarde, a 29 de Maio de 1989, foi detido por tentar impedir a visita do presidente Bush (pai) a um cemitério militar dos EUA. É casado e tem um filho de 13 anos. Dirige a revista política mensal ‘Area’.
Além de membro do executivo da Alleanza Nazionale, onde está desde 1994, após deixar a agressividade radical, Alemanno tem múltiplas ligações à extrema-direita histórica. Entrou muito jovem para o MSI (Movimento Social Italiano, criado em 1946 pelos herdeiros políticos de Mussolini e onde militou a neta do ‘Duce’, Alessandra Mussolini) e casou com Isabella Rauti, filha de um dos fundadores do partido, Pino Rauti.

0 Comentários

sexta-feira, maio 02, 2008

"Nova Águia" retoma a ideia de Pátria 

Uma nação "não pode reduzir-se aos entusiasmos fugazes da expectativa de proezas futebolísticas. Há que refundar Portugal", lê-se no manifesto da revista Nova Águia, que chega às livrarias no dia 19. O tema do primeiro número é a ideia de Pátria e conta com a participação, entre outros, de Agustina Bessa-Luís, Dalila Pereira da Costa, Pinharanda Gomes e Mário Cláudio.
Dirigida por Celeste Natário, Paulo Borges e Renato Epifânio, a publicação, de periodicidade semestral, retoma a caminhada da Águia, importante revista do início do século XX em Portugal. Segundo os responsável da nova "revista de cultura para o a século XXI", existe uma relação entre a situação vivida por Portugal no início do século passado e o tempo presente. "Na altura, como agora, existia indefinição quanto ao rumo da nação, um certo sentimento de desalento."
O manifesto da Nova Águia, subscrito por cerca de 500 personalidades da lusofonia, lembra que "refundar Portugal é repensá-lo e reorganizá-lo" a partir da cultura e da comunidade lusófona. O projecto, no entanto, não se esgota na revista, "uma das expressões de um movimento amplo" - cultural, cívico e pedagógico - que tem por objectivo dar continuidade ao movimento da Renascença Portuguesa.
Além da ideia de Pátria, tema central do primeiro número, e do texto inédito de Agustina ("O fantasma que anda no meu jardim"), a revista, que tem capa de José Rodrigues, publica vários poetas e trabalhos de autores fora da lusofonia: Dirk Hennrich (Alemanha), Doug Tarnopol (EUA), Sinem Adar (Turquia) e Francine Charron (Canadá). A Nova Águia , que será vendida a 12 euros, no próximo número destaca a figura do padre António Vieira. O iberismo é outro dos temas a destacar em breve por esta publicação "aberta e plural".
(http://dn.sapo.pt/2008/05/01/artes/n...atria_e_r.html)

0 Comentários

Resultados das eleições britânicas de ontem 

Segundo os últimos dados (a contagem ainda não terminou):
BNP Wins and Holds 100 Seats for First Time Ever

0 Comentários

quinta-feira, maio 01, 2008

Giovineza Giovinezza 


Giovinezza, Giovinezza, primavera di bellezza,
nella vita e nell'asprezza, il tuo canto squila e va.

1 Comentários

Vote BNP for local and London elections 


www.bnp.org.uk

0 Comentários

BNP website bigger than the rest. 


www.bnp.org.uk

0 Comentários

A Terra move-se! 

Roma vive uma vaga fascista: para governar a cidade foi eleito Gianni Alemanno, para presidente da Câmara dos Deputados foi eleito Gianfranco Fini.
Quem conhecer o percurso pessoal dos dois concordará que não é coisa pouca.
Em França, o dia de hoje foi marcado pelo tradicional desfile em Paris promovido pela Frente Nacional, este ano ainda com Jean-Marie Le Pen à cabeça.
Em Londres é dia de eleições municipais, e aguarda-se com expectativa o resultado do BNP - única candidatura a fazer diferença, num combate em que não se viu nada a separar os figurantes principais.
É bom estar atento às notícias: e sobretudo passar a fazer o noticiário... Não há meio de a nossa gente começar a dar a devida importância aos projectos jornalísticos que tem entre mãos. E todavia, quem comanda as informação comanda o mundo...
Exemplo de projecto prioritário: NO MEDIA.

0 Comentários
Divulgue o seu blog! Blog search directory

This page is powered by Blogger. Isn't yours?