<$BlogRSDURL$>

sexta-feira, outubro 31, 2008

José Campos e Sousa: um CD para o Natal 

Do cantor e compositor José Campos e Sousa:


CARTA AOS MEUS AMIGOS:
No tempo em que se festejam os 120 anos de Pessoa

Inspirado no poema Aniversário, de Álvaro de Campos, dei um nome a esta carta que vos dirijo, ao núcleo mais duro de fiéis amigos, que me têm acompanhado na caminhada pessoana, pedindo-lhes ajuda e alguns conselhos para um projecto ambicioso.
A ideia é sensibilizar-vos para comemorarmos os 120 anos de Pessoa com a edição de um CD com poemas da Mensagem musicados e cantados por mim.
Para um solitário como eu, por feitio e pelas vicissitudes da vida, a opção é fazer tudo a pulso e com a prata da casa, como de costume.
Mas a casa não tem prata, tem apenas ideias e alguns talentos.
Para viabilizar este projecto, preciso da garantia de encomendas de CDs, comprometendo-me a entregá-los, a tempo dos presentes de Natal.
Feito o estudo financeiro, posso adiantar-vos que os CDs antecipadamente encomendados ficarão a 15 euros.
Todos os outros CDs serão vendidos pelo preço de 17 euros.
Em conclusão, meus amigos, este projecto tornar-se-á automaticamente viável com um significativo número de encomendas que permita a sua gravação.
É então para este projecto que vos desafio, tendo, para o concretizar, que saber se estão efectivamente interessados e, se sim, quantos CDs pretendem adquirir. A vossa resposta breve, e positiva, permitir-me-á avançar rapidamente para o estúdio.
A fechar esta mensagem, peço-vos ainda que promovam esta iniciativa junto dos vossos amigos, a quem pensem que possa interessar, de modo a gerar novas encomendas, provocando o tal efeito de bola de neve. Vamos ver o que resulta deste trabalho em rede. Darei notícias do desenrolar dos acontecimentos.
Um abraço a todos.

José Campos e Sousa
largodocarmo@gmail.com

Lisboa 28 de Outubro de 2008
PS – Façam as vossas encomendas de Cd’s para o meu e-mail, explicando o local onde podem recebê-las.


0 Comentários

Em Portalegre, este sábado - Lançamento do nº 4 da revista Plátano 

Uma tarde agradável é o que promete a Biblioteca Municipal de Portalegre para o próximo sábado, dia 1 de Novembro. O programa é, de resto, aliciante.
Às 16 horas terá início a sessão de Lançamento da Plátano - Revista de Arte e Crítica de Portalegre, n.º 4 - Outubro 2008, com apresentação de Carlos Juzarte Rolo e Conferências sobre o tema "Formas de Cultura em Portalegre" com Avelino Bento, Fernando Correia Pina e Carlos Garcia de Castro.
Às 17.30 horas - "E(m)cantos da Biblioteca", uma Conferência-concerto: 1978: Sonata de Outono, por Oleksandra Stepanska (conferencista), Lyudmyla Gladysheva (pianista). A entrada é livre.
(ver as notícias no Voz Portalegrense, e no Jornal de Nisa)

1 Comentários

PNR repudia notícia do Correio da Manhã 

Reproduzimos na íntegra o Comunicado da Comissão Política Nacional do PNR, emitido hoje, 31-Out-2008:

O PNR - Partido Nacional Renovador - repudia o teor do artigo publicado no Correio da Manhã de dia 30 de Outubro de 2008, e reproduzido por outros meios de comunicação social, fazendo notar que:
1 - O PNR rejeita veementemente qualquer associação entre o nome do partido e os hipotéticos delitos cometidos por qualquer indivíduo, filiado ou não no partido, e protesta contra a utilização abusiva desses factos no combate político-partidário, como é feito designadamente pela imprensa que avidamente os aproveita para atacar e denegrir a imagem pública do partido.
2 - Como é evidente para qualquer cidadão de boa fé, o PNR não tem qualquer conhecimento prévio ou responsabilidade quanto a eventuais actividades ilícitas praticadas por alguém que se tenha filiado no partido.
3 - Apesar de tal se afigurar desnecessário, o PNR reitera com toda a firmeza que repudia e combate activamente, como sempre fez, todas as práticas que fomentem a imigração ilegal e a exploração sexual de terceiros, reclamando das autoridades as políticas adequadas à erradicação desses dramas sociais.
4 - Caso se venha a provar o envolvimento de filiados do partido em quaisquer actividades criminosas, não deixarão de ser oportunamente retiradas as devidas conclusões, em sede própria, nomeadamente a nível disciplinar.

Mais lembramos que no PNR, pelo contrário, não se batem palmas a suspeitos de crimes hediondos, e não se promovem workshops de desobediência civil. Os membros do PNR não usam very-lights e barras de ferro para vandalizar lojas e agredir polícias, não invadem propriedade privada nem destroem campos de milho. O PNR não tem candidatos condenados por terrorismo ou dirigentes acusados de corrupção, nem organiza manifestações para promover ilegalidades, como o aborto ou o consumo de drogas. No PNR não há reformados compulsivos, nem beneficiários privilegiados de bens públicos. O PNR não tem sedes ou casas de borla, nem os seus dirigentes fazem viagens fantasma. No PNR combate-se, com todas as forças, a pouca vergonha associada ao tráfico de influências e corrupção, bem como toda a criminalidade, venham de onde vierem.

0 Comentários

quinta-feira, outubro 30, 2008

Blogues nacionais 

Vamos a continuar...
Escrever é testemunhar a nossa passagem pela História, e não deixar que seja apenas a versão dos outros a ficar escrita.
Força!
A nossa cultura não pode ficar esquecida nas páginas dos velhos jornais e nos livros antigos.
É preciso ocupar a net, trazer tudo para a net, porque aqui se constrói o futuro. A cultura viva, o pensamento vivo, tem que moldar o mundo, e isso acontece a partir da internet.
Ponham tudo em linha!
Um simples scanner é uma arma terrível. Há tanto para fazer, para publicar, e que se vai perdendo por aí...


0 Comentários

quarta-feira, outubro 29, 2008

Falando ainda sobre o I Encontro de Blog’s Nacionalistas em Cantanhede – 29 de Novembro de 2008 

(por António José dos Santos Silva)

Em muita boa hora o blog nacionalista Alma Pátria – Pátria Alma, projectou para o próximo dia 29 de Novembro de 2008, em Cantanhede, um almoço entre aqueles que animam e dão corpo a outros blog’s nacionalistas. Toda esta iniciativa não só nos deve merecer todo o nosso apoio, como a mesma pode representar o bom augúrio de que outros tipos de iniciativas lhe sigam os passos e, quem sabe, já estejam até na forja. São deveras necessárias. São, URGENTEMENTE, necessárias.
Elas terão que significar a nossa Coragem, a nossa Força, o nosso Querer, a nossa Elevação Patriótica, a nossa Inteligência, bem como também o nosso direito ao protesto e à justa indignação contra o podre sistema político que nos (des) governa e cada vez mais nos afunda como TERRA, como POVO, com uma IDENTIDADE muito antiga e que, a todo o custo, temos de saber preservar. Por isso, Corações ao Alto! Em FRENTE!
Mas tudo isso exige, a todos nós NACIONALISTAS, que encontremos os caminhos para uma verdadeira ALTERNATIVA NACIONAL. Terão que ser caminhos da Vereda Estreita, trilhos muito penosos de percorrer e repletos de armadilhas. Mas esse é a única via que nos poderá conduzir, vitoriosamente, do malogro ao milagre.
Por isso o almoço que nas linhas acima é gostosamente referido, para além do agradável convívio em redor de uma boa mesa portuguesa (também a nossa rica gastronomia regional é um sinónimo da nossa Identidade Cultural e Nacional), terá, para ser ouro sobre azul, como sói dizer-se, que constituir um momento alto, tal como um encontro de gente portuguesa e nacionalista,
firmemente disposta a também [durante o almoço] lá a saber debater ideias, a saber apresentar soluções e a reflectir para a ACÇÃO. É óbvio que só assim valerá a pena lá ir…e continuar o nosso COMBATE!
Sem qualquer espécie de pretensiosismo (entre os nacionalistas eu sou apenas um modesto furriel), mas antes com autêntico espírito de MISSÃO, gostaria, em meu nome pessoal e do Gladium Nacional, deixar-vos aqui, antecipadamente, um documento para uma nossa reflexão colectiva e que, dessa forma, represente, tão-só, um contributo, não decisivo, mas que efectivamente constitua uma espécie de pontapé de saída para uma cogitação muito mais alargada e com, naturalmente, o subsídio de outras opiniões nacionalistas a serem lá feitas. Assim queiramos todos nós.

0 Comentários

Um documento de análise e uma proposta para a acção 

(por António José dos Santos Silva, do Gladium Nacional)

Este é um documento algo longo. Sei isso. Mas também é verdade que ele tem de ser assim. Existem coisas que não podem ser resumidas ou sintetizadas. O tamanho deste documento que o Gladium Nacional aqui edita e apresenta tem a dimensão exacta da sua importância no contexto da Luta Nacional que travamos contra os diversos inimigos de Portugal, onde, naturalmente, se inscreve, o actual sistema e decadente regime político partidocrático vigente em Portugal.

É evidente, por demais público e notório, que grande parte da nossa “classe política” e o actual regime político que temos, de forma alguma servem o interesse nacional e, consequentemente, os interesses dos portugueses. É por isso necessário substituí-los e alterar a configuração do actual sistema, tal para abrir novos e justos rumos para Portugal.
É por demais notória a degradação progressiva do nível e qualidade de vida, a degradação do Estado, da Economia, da Educação Nacional, da Saúde, da Cultura, o crescimento exponencial da criminalidade violenta em Portugal, quer pela parte de gang’s organizados (na sua maioria compostos por jovens africanos filhos de imigrantes), como pela parte do crime internacional organizado. A imigração caótica e descontrolada, e a instalação da corrupção em todos os sectores da vida nacional são também dois factores que têm que deixar preocupados todos os portugueses decentes e verdadeiramente dignos desse nome. A nossa Segurança Nacional corre muitos sérios riscos.
É por isso que todos devemos exigir uma NOVA POLÍTICA que, firme e decisivamente, altere toda esta situação. E a LIBERTAÇÃO NACIONAL, passa em absoluto pela definição dessa NOVA POLÍTICA e essa definição pela determinação de pensar eficazmente, sem preconceitos à direita e à esquerda, pela determinação de pensar em termos inteiramente nacionais.
Uma NOVA POLÍTICA exige uma mentalidade nova, política, social e moral, e homens portugueses e mulheres portuguesas que protagonizem a acção, com coragem, dedicação, determinação…e inteligência.
A juventude, pela sua disponibilidade e disposição natural e imediata à acção, pode (e deve!) constituir a vanguarda da luta nacional, ligando-se, nos seus esforços, a todos os centros e grupos de interesses apostados na LIBERTAÇÃO NACIONAL DE PORTUGAL.
Hoje, é preciso unir esforços e na unidade da acção dar cabeça, tronco e membros a todo um vasto conjunto de forças nacionalistas que lutam por um Portugal melhor e que seja efectivamente dos PORTUGUESES.
A renovação da sociedade exige e comporta a renovação das suas ideias e princípios fundamentais. Essas ideias e princípios devem inspirar-se no destino do homem, portador de valores eternos, e na ideia de noção de Nação – entidade supra-geracional, territorial, humana e espiritual – que os realiza no tempo, segundo o princípio da doutrina social. A uma cultura decadente e ultrapassada há que opor uma NOVA CULTURA que harmonize a tradição e a inovação, o espírito e a ciência, o conhecimento e a vida.
Mas uma renovação moral e cultural tem de concretizar-se em novas formas de comportamento, perante os problemas reais, e, nesse nível, terá também de se espelhar em PROPOSTAS PRÁTICAS E ALTERNATIVAS. No domínio da acção política é pela adopção efectiva deste novo comportamento que todo o processo se deve iniciar.
Há que partir do real concreto para a consciencialização ideológica, e não o contrário. Os princípios estando na acção, cumprem-se por ela.
Porque os princípios justificam os objectivos e são os objectivos cumpridos que representam a fidelidade aos princípios.
É preciso trabalhar concreta e disciplinadamente para organizar a luta e lutar para alcançar a vitória. Os autênticos portugueses, devem assumir um espírito de missão e resistência, e por toda a parte declarar guerra aos homens, instituições, ideias e meios da comunicação social,
que sejam os inimigos internos de Portugal. É o homem que faz a História e não a História que faz o homem, e a VONTADE dos portugueses é a única garantia de sucesso da libertação de Portugal.
Os métodos de trabalho a desenvolver decorrem coerentes e convergentes com o tipo de objectivos a atingir.
Os caminhos da nossa luta devem passar pela conquista progressiva de todos os centros de decisão (política, administrativa ou associativa) que for possível conquistar e uma vez conquistados, por orientá-los segundo um rumo. Os meios humanos e materiais devem ser utilizados da maneira mais eficaz para a prossecução deste objectivo que pode ter a forma de uma Cooperativa, de uma Associação, de uma Sociedade, de um órgão de comunicação social, de uma Fundação, de uma Autarquia Local, ou de uma outra qualquer expressão orgânica da vida da comunidade.
A nossa acção manifestar-se-á na conquista e manutenção desses centros de decisão bem como na divulgação de todos os meios de comunicação existentes ou de todo o material de apoio necessário à prossecução das actividades específicas para que estas sejam integradas na manobra geral.
Por outro lado, torna-se necessário desenvolver iniciativas localizadas e dirigidas à opinião pública de reacção e superação perante qualquer acto lesivo dos interesses nacionais, nos seus aspectos físicos, institucionais, humanos ou espirituais, como uma greve política, um acto de prepotência ou corrupção, um insulto à dignidade nacional, uma notícia imbecil ou falsa da comunicação social, declarações irresponsáveis, irrealistas ou demagógicas proferidas por um responsável político, etc.
Só uma actuação orgânica e gradual pode servir de quadro de valorização e determinação de iniciativas imediatas e localizadas.
Torna-se necessário a reunião dos diversos elementos e instituições empenhados nessa ACÇÃO NACIONAL, que coordene minimamente a acção comum, estabeleça a ligação e união necessárias, e forneça os meios materiais indispensáveis.
As tarefas da luta nacional exigem a cabal participação de todos os nacionalistas.
Estando nós (nacionalistas) profundamente identificados com os problemas da acção política nacional e relacionados com alguns grupos de portugueses já conscientes e despertos para a necessidade da acção, vamos assumir de forma consequente, com espírito de serviço, missão e de resistência, o objectivo de reunião e desenvolvimento das forças nacionais, lutando através de todos os meios legais e constitucionais até à vitória final.
Mas não tenhamos ilusões. O nosso combate será sempre um processo e um percurso difícil (o Caminho da Vereda Estreita), onde, para além de tudo, deveremos contar – desde já! – com inúmeros sacrifícios pessoais que nos serão necessariamente pedidos. E, desde já, se avisa aqui, que eles serão muitos e penosos. E, o mínimo que Portugal merece, é que lhe demos tudo.
É verdade que também existem os Caminhos da Vereda Larga, que, quase sempre, levam a becos sem saída e, tantas das vezes, nos conduzem ao malogro, a falsos profetas que para aí abundam em demasia. Desses estamos já fartos. Basta!!!
Para além dos nacionalistas, para além dos portugueses de lei, não se vê que exista, aqui e agora, uma oposição credível ao actual quadro negro que representa o sistema político (partidocrático e plutocrático) existente em Portugal. Pelo menos, nós, não o enxergamos.
Sobre isto tudo que aqui é afirmado, deve acabar qualquer prudente silêncio ou absentismo que possamos ter. A hora que passa é de opções que consideramos deveras inadiáveis e de sairmos – definitivamente! – da escuridão das catacumbas para onde nos remeteram – para onde nos remetemos nós mesmos – há demasiado tempo.
E em termos políticos imediatos, essa responsabilidade e piedoso papel (bom combate) cabe-nos a todos nós (nacionalistas) que, cada vez mais, nos devemos assumir como autênticos Arautos de uma real Alternativa Política e Social para efectivarmos uma Ruptura e Mudança perante o actual “establishment”. Uma força política, Nacional, Patriótica e Popular, que seja uma inequívoca energia mobilizadora para a instauração da IV República Portuguesa. Uma força política com capacidades reais para vetar eficazmente o sistema e caminhar sobre os seus escolhos.
O desastre – histórico, político, económico, educacional, ambiental, social e moral – que tristemente se abateu sob a Nação Portuguesa, isto durante estes últimos 30 anos, veio dar inteiro ensejo aos homens e às mulheres nacionalistas de se poderem afirmar (assim eles e elas o
queiram) como uma alternativa possível e credível ao actual sistema político vigente. Sistema esse que primou sempre, ou quase sempre, pela indefinição, pela ambiguidade e pelo hibridismo, instituições que se foram tomando um pegado equivoco, até ao dia em que o equivoco se desfez de podre, com as mais aluidoras consequências, e a realidade crua avultou, calamitosa e já sem remissão possível dentro do presente sistema político.
Em tais deploráveis circunstâncias, e à face do tremendo descalabro público em que Portugal se encontra, está, assim temos de acreditar, acometido aos nacionalistas a patriótica missão de subir ao palco da cena política nacional e de lá retirar do cartaz, onde se encontra à longo tempo, essa tragédia shakespeariana (sobre o alto patrocínio do sistema, obviamente) de Words, Words, Words.
Por isso teremos que Lutar! Trabalhar! Vencer!
GLADIUM NACIONAL

0 Comentários

terça-feira, outubro 28, 2008

Destaque 

O PNR e o futuro do nacionalismo


0 Comentários

ENCONTRO DE BLOGUES NACIONALISTAS 

Em Cantanhede, no dia 29 de Novembro.
Uma oportunidade de convívio e de troca de experiências.
Inscrições abertas no Alma Pátria.
Há leitão e vinho da Bairrada...
Blogues, páginas e fóruns que já divulgaram:
ÁREA NACIONAL
ALTERNATIVA SOCIAL
MOVIMENTO LEGITIMISTA PORTUGUÊS
NO MEDIA
FAFE NACIONAL
PORTUGAL NAÇÃO VALENTE
FORUM NACIONAL
NONAS
PATRIOTAS INFO
A CIDADE DO SOSSEGO
A VOZ PORTALEGRENSE
RADIO 28
CACETEIRO
ALERTA 1143
ANSIÃES PURA
EUROPA ETERNA
OBSCENIDADE SOCIAL
TRADIÇÃO CATÓLICA
Gostava de ver outros blogues a publicarem isto com o necessário destaque, e em cadeia.
Há tantos blogues nacionalistas que faz impressão ver como muitos parecem viver sozinhos, sem dar qualquer ligação uns aos outros.
Os blogues só funcionam como uma verdadeira rede informativa se estiverem constantemente a ligar uns para os outros, a noticiar actividades e acontecimentos, a citar e a valorizar os outros.
Fazer entrevistas, colaboração de uns nos outros, depoimentos, troca de informações e ideias...
Pensemos por exemplo num camarada do Minho a falar num blogue do Alentejo sobre o movimento nacionalista na sua zona, e o outro a dar-lhe a mesma colaboração no sentido contrário...
Ou por exemplo dar a conhecer em Trás-os-Montes que há uns camaradas no Algarve, apontando para o respectivo blogue, e vice-versa...
Enfim, é preciso constituir uma comunidade informativa, com os blogues, e não apenas afixar lá uns posts como se fosse colar um cartaz numa parede, e ir embora dali.
Um blogue deve ter email, tentar entrar em diálogo com os seus destinatários, interessar-se pelo feed-back.
Deve tentar "cheirar" quais os temas que podem interessar aos seus potenciais leitores, e centrar-se na actualidade, nos temas do dia a dia, de toda a gente... Criar raízes na sua área, encontrar polos de interesse e afectividades comunitárias...
Tradições, cultura, livros, autores, história, doutrina, pois claro....
Mas também actividades, mobilizações, opiniões, debates. Noticiar tudo, dar vida activa ao movimento nacionalista não ignorando nada do que se vai fazendo.
Enfim... é preciso que as coisas mexam!

1 Comentários

Portugueses descobriram a Austrália 

Notícia na NOVOPRESS:
"Para o estudioso australiano Peter Trickett os portugueses terão chegado à Austrália 250 anos antes do capitão James Cook. Este encontra-se actualmente a preparar um documentário televisivo sobre esta matéria. Trickett é o autor do livro, “Para além de Capricórnio”, no qual procura demonstrar que os portugueses aportaram aquelas paragens pelo menos 250 anos antes do capitão James Cook em 1770."

(Esta é uma "novidade" quase tão velha como a Sé de Braga!).

1 Comentários

As prisões de Abril 

Para que não se esqueça: o resultado do julgamento.

0 Comentários

Europa Eterna 

Uma novidade na blogosfera: Europa Eterna.
Um blogue nacionalista, europeísta, identitário.

0 Comentários

De Faro a Viana do Castelo 

É uma terra portuguesa, concerteza: de Faro a Viana do Castelo.

1 Comentários

Atenção Évora 

Caro leitor,pode enviar as suas críticas, dúvidas e sugestões sobre o blogue Évora Terra Portuguesa para o seguinte e-mail: terraportuguesa@gmail.com
Denuncie os problemas da sua rua, bairro, cidade. Será respeitado o anonimato.
CONTACTE-NOS !

0 Comentários

Atenção Fafe 

Movimento FN: junta-te ao Movimento Fafe Nacional, manda-nos um e-mail com as tuas ideias, dúvidas ou sugestões para: fafenacional@gmail.com

0 Comentários

Atenção Coimbra 

No dia 15 de Novembro haverá uma distribuição de panfletos na baixa de Coimbra, contra a criminalidade.
Voluntários precisam-se!
PNRCoimbra@gmail.com

0 Comentários

segunda-feira, outubro 27, 2008

Todos somos... Jumentos! 

Diz Pedro Correia, no Corta-Fitas:
Abriu a época de caça ao "delinquente" na blogosfera. Segundo o Público de hoje, em notícia assinada por Vítor Costa, "a Polícia Judiciária pediu ao gabinete nacional da Interpol que tentasse saber junto da sua congénere dos Estados Unidos quem é, ou quem são, os autores do Jumento, um blogue que se dedica essencialmente a relatar alegados acontecimentos ocorridos no interior da Direcção-Geral dos Impostos". Alguém aí falou em estado policial?

0 Comentários

Violência nas escolas 

Notícias de Beja:
A Escola EB 2, 3 de Santa Maria, Beja, vive dias conturbados. O Conselho Directivo demitiu-se, os professores estão solidários com o Conselho e os funcionários estão solidários com o Conselho e com os Professores.
As razões: stress absoluto, pressão, derivados da violência que se verifica naquele estabelecimento de ensino. Violência entre alunos? Parece que não. A avaliar pelas notícias, são alguns encarregados de educação que transportam para dentro dos muros da escola as práticas a que estão habituados nos seus lares.
O problema de fundo: a escola é frequentada pela comunidade cigana estabelecida em Beja.
Mais que um problema de ensino, é um problema de polícia.
Mas sabe-se que, em Beja, há umas classes mais favorecidas que outras.
Para acompanhar.

0 Comentários

I Encontro de Blog’s Nacionalistas 

Cantanhede – 29 de Novembro de 2008
Queremos aqui vivamente saudar e felicitar a iniciativa do Blog nacionalista Alma Pátria – Pátria Alma, que projectou para o próximo dia 29 de Novembro do corrente ano de 2008, em Cantanhede, um almoço de blog’s nacionalistas. Repetimos, uma iniciativa que vivamente saudamos aqui, não apenas pelo gáudio do fraternal convívio que tal ágape vai certamente proporcionar a todos os que lá irão estar presentes, como, igualmente, pela rara oportunidade que tal evento representará, isso, no especial âmbito das pessoas que animam os blog’s nacionalistas, poderem, dessa forma, trocarem ideias e experiências que tão úteis serão a todos.
Para mais informações e inscrições para o citado almoço de bloguistas/nacionalistas,
contactar o Blog Alma Pátria – Pátria Alma ou vitorramalho1@gmail.com.

0 Comentários

www.gladiumnacional.blogspot.com 

Uma Informação Necessária
Certamente que têm notado que tem sido preocupação fundamental do Gladium Nacional a difusão de textos com algum conteúdo profundo e doutrinário (que faça escola e forme capitães), cuja utilidade prática se projecte na formação de autênticos quadros políticos nacionalistas, facto esse que julgamos que seja de vital importância para um combate sério e verdadeiramente nacional. Também um combate pela Europa.
De uma Europa que não este embuste de “Europa” que os políticos, ditos “europeístas”, de Bruxelas e de Estrasburgo nos têm imposto, isso com as nefastas consequências que todos nós conhecemos todos os dias que passam. Por isso veementemente a denunciamos, a exorcizamos, a repudiamos. E é nosso estrito dever que assim procedamos.
Nessa exacta perspectiva, a formação política e ideológica – disso temos que estar todos convictos – representa, assim, uma vertente indissociável do nosso combate e que não pode ser, de modo algum, criminosamente descurada, tal sob pena de tudo aquilo que estivermos a construir de nada valer a pena. É que, caso contrário, tudo mais não passará (em termos objectivos) de uma acção e conversa fiada e do estéril blá-blá-blá. E é isso o que nós realmente queremos? Não!
É importante aqui recordar (adaptando, evidentemente, à nossa situação) o que Bergson disse, isso quando afirmou que «Homem completo é aquele que age como homem de pensamento e pensa como homem de acção»
Se é verdade que é nossa inteira obrigação pelejar por Portugal e também pela Europa, torna-se igualmente verdade saber porque pelejamos por Portugal e também pela Europa. Pelo NOSSO Portugal, pela NOSSA Europa. Assim seja!

0 Comentários

Almada: operação antidroga 

Com base em fotografias retiradas do Hi5 – rede de contactos na internet , a GNR de Almada começou a investigar três homens e uma mulher que se auto-intitulavam de Grupo dos 4 e que exibiam armas nas suas páginas pessoais. Havia suspeitas de tráfico de heroína e cocaína, receptação de material furtado, viciação de viaturas e falsificação de documentos.
A investigação, que começou em Junho, culminou quarta-feira com duas detenções, elemento do Grupo dos 4 e outro homem, em nove buscas nos bairros Branco e Amarelo, do Monte de Caparica, na Cova da Piedade, no Laranjeiro e em Miratejo.
Uma notícia para o Almada Terra Portuguesa.

0 Comentários

Linha do Tua é para manter? 

Uma boa pergunta, por cuja resposta esperam todos os transmontanos.

0 Comentários

Ecotretas 

E você, acredita nos mitos climáticos?
No aquecimento global?
No efeito estufa?
Em todas as ecotretas que nos impingem?
Pois está na hora de reflectir sobre isso!

0 Comentários

Esmeralda Sim! 

Conheça o estranho caso de Baltazar Nunes, o único cidadão do mundo obrigado a frequentar um “curso”, para que o Estado reconheça o seu direito a ser pai.
Aqui: Esmeralda e Baltazar Nunes.

0 Comentários

Sessão em Santarém: "O Alentejano que descobriu a América" 

A questão da nacionalidade portuguesa de Cristóvão Colon continua a atrair as atenções do público.
Depois da apresentação que teve lugar em Espinho no passado dia 11 e da divulgação no programa televisivo 'Portugal no coração' na passada 6ª feira, o livro de Pedro Laranjeira, "O Alentejano que descobriu a América" continuou a ser apresentado pelo País.
No dia 25/10 aconteceu nas Caldas da Rainha (v. Caldas Nacional e Caldas da Rainha) , na livraria Martins Fontes, às 16,00 horas, com a intervenção do Membro Fundador e Vogal da Direcção da Associação Cristóvão Colon, Ten-Cor. João Brandão Ferreira.
No dia 26/10 realizou-se em Lisboa, na Fábrica Braço de Prata, livraria Ler Devagar, às 18,00 horas, com a intervenção do livreiro Pedro Mota e da jornalista Fernanda Freitas.
No dia 31/10 acontecerá em Santarém (terra destes bloguistas adormecidos), no Teatro Sá da Bandeira, às 18,30h com a intervenção do Membro Fundador e Presidente da Associação Cristóvão Colon, Engº Carlos Calado, também presidente do NAC.

0 Comentários

Activismo 

"O MPP realizou mais uma colagem de cartazes na baixa do Porto, a qual teve como objectivo alertar a população para algumas das medidas a serem implementadas de forma a combater a criminalidade que impunemente se tem alastrado por todo o país.
É fundamental que a população perceba que o crime pode ser combatido, haja vontade do Governo para que tal aconteça. Não podemos baixar os braços enquanto esses parasitas nos atacam e o cidadão honesto cada vez luta com maior dificuldade para sobreviver nesta sociedade que tudo faz para proteger o criminoso. Já há muito ladrão a viver à custa dos nossos impostos, está mais que na hora de fazer frente a este tipo de situação."

0 Comentários

Rádios 

Um movimento novo ganha expressão nas ondas sonoras:

Rádio Alfa

Rádio 28

0 Comentários

domingo, outubro 26, 2008

O homem novo será da nossa têmpera 

Jünger no Inconformista:
"Esta guerra não é o final da violência, é apenas o seu prelúdio. É a forja onde o mundo é martelado em fronteiras novas e novas comunidades. Formas novas reclamam um sangue que as encha, e o poder quer que dele se apoderem com uma mão de ferro. A guerra é uma grande escola, e o homem novo será da nossa têmpera."

Ernst Jünger
in “A Guerra como Experiência Interior”, Ulisseia (2005).

0 Comentários

sexta-feira, outubro 24, 2008

Outros que persistem 

Com qualidade e elevação:

Mente Vertical

Nacional-Cristianismo

O Reaccionário

0 Comentários

Novos lugares para visitar 

Um site de informação:
Patriotas-Info

E um blogue para formação:
Ultimidade

E um alentejano topo de gama:
Terras do Carmo

2 Comentários

Especialista diz que «blogs estão a morrer». Concorda? 

Já agora, a propósito de blogues, uma polémica fresquinha, para alimentar o debate:

«Os blogs estão a morrer, estão ultrapassados». A afirmação, que já está a gerar polémica no meio digital, e não só, é de Paul Boutin, um especialista em Internet, na edição digital da revista Wired. Boutin vai mais longe e dá mesmo um «conselho de amigo»: «Se está a pensar em criar um blog, não o faça. E caso já tenha um, encerre-o».
Para o especialista, o modelo está ultrapassado. «Escrever um blog hoje não é tão boa ideia como era há quatro anos porque a blogosfera se encheu de lixo», diz o especialista, «o que torna muito difícil fazer-se notar». «Só os bloggers profissionais conseguem sobressair», adianta.
Um exemplo desta realidade é o facto de a lista dos 100 blogs mais populares da lista do Technorati (motor de busca de blogs) estar cheia de bloggers e equipas que escrevem por dinheiro, «chegando aos 30 posts por dia».
«Então, para quê dar-se ao trabalho?», questiona Boutin, que recomenda aos bloggers que se expressem no Flickr, Facebook, Twitter ou YouTube. «Vivemos na era multimédia», recorda o especialista, que diz que o modelo dos blogs está «ultrapassado». Além disso, «falta-lhes o aspecto social», que são a essência de formatos como o Twitter, Flickr ou YouTube.
Mas se realmente os blogs estão a morrer, o funeral será complicado, dados que as estatísticas apontam para a existência de mais 77 milhões em toda a web. O próprio Paul Boutin é autor de um... resta saber se o encerrará também.

2 Comentários

ENCONTRO DE BLOGUES NACIONALISTAS 

Em Cantanhede, dia 29 de Novembro.
Uma oportunidade de convívio e de troca de experiências.
Inscrições abertas no Alma Pátria.
Há leitão e vinho da Bairrada!
Blogues, páginas e fóruns que já divulgaram:

ÁREA NACIONAL
ALTERNATIVA SOCIAL
MOVIMENTO LEGITIMISTA PORTUGUÊS
NO MEDIA
NONAS
FAFE NACIONAL
PORTUGAL NAÇÃO VALENTE
FORUM NACIONAL
PATRIOTAS INFO
A CIDADE DO SOSSEGO
ALERTA 1143

Os blogues são um instrumento que se tem revelado indispensável, e temos reunida já uma experiência longa de cinco anos. Para reflectir.
O que fazer? Como fazer?
Blogues nacionais? Ou blogues locais?
Blogues colectivos? Ou blogues pessoais?
Blogues generalistas? Ou blogues temáticos?
Blogues partidários? Ou blogues independentes?
Blogues políticos? Ou blogues não directamente políticos?
Provavelmente, é preciso de tudo isso.
Há que encontrar as formas mais eficazes para alcançar os fins que se pretendam.
Por vezes a melhor forma de fazer política é dizer que não se faz.
Por vezes o modo de conseguir expressão nacional é criar raízes nas comunidades locais.
Por vezes a maneira mais adequada de servir a prazo um partido é actuando com independência e distanciamento crítico, numa lógica de abrangência, abrindo portas e espaços.
Também é verdade que um partido necessita de ter no terreno as suas siglas, as suas bandeiras, as suas palavras de ordem.
O que é preciso sempre é criar empatias, espalhar informação, despertar cumplicidades e afectividades, procurar as vias da afirmação e do sucesso.
E para isso trabalhar constantemente em rede, promovendo o trabalho dos outros, onde quer que ele se manifeste, estabelecendo ligações recíprocas, destacando e valorizando os companheiros de caminho - de forma que o êxito de uns contribua para o êxito dos outros.
O autismo, o isolacionismo, o sectarismo, o egoísmo mesquinho é que não fazem sentido numa estratégia global para a blogosfera.
Vamos a pensar, e a tirar disto o proveito que efectivamente se pode tirar.
Como escreveu outro, publicando neste meio temos potencialmente tantos receptores como a CNN... Agora trata-se de encontrar realmente as vias para chegar até eles.

0 Comentários

O tempo das massas 

«A massa esmaga tudo o que é diferente, distinto, individual, qualificado e selecto. Quem não for como todos os outros, corre o risco de ser eliminado.»

Ortega y Gasset, citado no INCONFORMISTA

0 Comentários

Presença de Rodrigo Emílio 

É agradável verificar que pouco a pouco a obra de Rodrigo Emílio vai fazendo o seu caminho.
Há um blogue que tem por nome um dos seus livros: Mote para motim.
Os seus versos surgem citados, até do outro lado do oceano: em Cristianismo, Patriotismo e Nacionalismo , em Nem tanto ao mar, em Zé Bico, em Rotativas...
Uma personalidade literária que se afirma, quaisquer que sejam os muros de silêncio.

0 Comentários

Novo livro de João Aguiar: "O Priorado do Cifrão" 

O escritor João Aguiar afirmou que o seu novo romance, "O Priorado do Cifrão", a lançar dia 07 de Novembro, pretende reflectir sobre o actual "surto de livros 'light'".
"De facto neste momento temos um surto dos chamados livros 'light' ou de literatura que é puramente comercial, que caracteriza o momento actual e convém raciocinar sobre ele".
Aguiar defende que "a escrita é um exercício de sedução, mas há que pôr o leitor a pensar, não chega apanhar o leitor pela curiosidade ou pelo 'suspense'".
Estes são objectivos que o escritor considera ter alcançado neste novo livro, editado pela Divisão Editorial Literária de Lisboa (DEL-L) da Porto Editora.
A narrativa de "O Priorado do Cifrão" abre com o misterioso assassinato de um catedrático com um alfinete de chapéu de senhora na Secção Mesopotâmia do Museu Britânico...

0 Comentários

Terra e Povo: encontro em Sintra 

No fim-de-semana passado decorreu em Sintra uma sessão de divulgação da associação Terra e Povo, que contou com a presença de vários interessados, que trocaram ideias e colocaram questões, num debate informal, ficando desta forma a conhecer os objectivos e projectos da associação, bem como o material da própria e de associações congéneres. Um óptimo convívio ao qual se seguirão outros.

0 Comentários

quinta-feira, outubro 23, 2008

Uma nova editora vimaranense 

Eis a apresentação da nova editora OPERA OMNIA, com actividade centrada em Guimarães:

"Opera Omnia é uma Editora sedeada na cidade de Guimarães – Editora que, a partir dessa sede simbólica do imaginário nacional, procurará, ainda que de forma modesta (uma vez considerado o colossal trabalho que falta desenvolver no sentido da plena recuperação da riqueza da nossa Cultura) revalorizar para a actualidade editorial todo um acervo de autores e de obras que a incúria, ou o simples desconhecimento, vêm alienando. Consciente de que uma parte considerável do património cultural português permanece desconhecido porque muitos dos protagonistas desta área se demitiram de o dar a (re)conhecer ou de o (re)descobrir, muitas das atenções da Editora Opera Omnia serão, consequentemente, dirigidas nesse desígnio.
Porque sabe ainda que a Cultura de qualquer País é um organismo vivo, logo em constante evolução, procurará ainda a Opera Omnia trazer para a edição autores da actualidade que se entenda como produtores que se enquadram na filosofia editorial da chancela."

Destaque para a reedição das "Páginas Minhotas", de Alfredo Pimenta, e para as próximas comemorações dos 60 anos de actividade literária de António Manuel Couto Viana, marcadas para Viana do Castelo, Ponte de Lima e Arcos de Valdevez.

0 Comentários

quarta-feira, outubro 22, 2008

Atenção: activismo na Região Centro 

Dia 5 de Novembro: colagens na Figueira da Foz.
Dia 15 de Novembro: distribuição de panfletos contra a criminalidade, na baixa de Coimbra.
Convidam-se os voluntários a entrar em contacto com
http://coimbraterraportuguesa.blogspot.com/
http://almapatria-patriaalma.blogspot.com

0 Comentários

Sobre as eleições açoreanas 

Francisco Almeida Leite, no Corta-Fitas:
"Sucede que no domingo algo mudou. Enquanto o PSD obteve o seu pior resultado de sempre e passa de 36,84% (se bem que coligado com o CDS) em 2004 para 30,27%, Portas consegue trazer dos Açores uns honrosos 8,7% e passa de um deputado regional para um grupo parlamentar de cinco deputados. É obra. Portas acaba por provar que o trabalho árduo compensa e que a política se faz perto das pessoas, a discutir ideias, a fazer comícios e a palmilhar caminhos."

0 Comentários

Conselho Geral do PND 

O Conselho Geral do PND vai reunir, no dia 15 de Novembro, pelas 10h, em Lisboa, no Espaço Chiado.
A reunião servirá para definir a estratégia política a seguir no ano de 2009 e ainda para definir a posição a tomar face às multas impostas pelo Tribunal Constitucional.

0 Comentários

ENCONTRO DE BLOGUES NACIONALISTAS 

Em Cantanhede, dia 29 de Novembro, com leitão e vinho da Bairrada.
Uma oportunidade de convívio e de troca de experiências.
Inscrições abertas no Alma Pátria.
Blogues, páginas e fóruns que já divulgaram:
ALTERNATIVA SOCIAL
MOVIMENTO LEGITIMISTA PORTUGUÊS
NO MEDIA
NONAS
FAFE NACIONAL
PORTUGAL NAÇÃO VALENTE
FORUM NACIONAL

0 Comentários

Gladium Nacional 

Do Porto para o mundo, o blogue de António José dos Santos Silva: Gladium Nacional.

0 Comentários

A "geração nazi" portuguesa 

Nem calculam como fiquei ralado, ao tomar conhecimento deste alarme lançado no forum Sexo na Banheira. Já nem durmo.

Até há umas semanas atrás, pouco sabia do site Hi5 ( www.hi5.com ), dos perfis ali colocados e das autênticas comunidades que ali se criam, motivadas por interesses comuns – seja o desporto, as afinidades musicais, idade e, como também descobri, pela “raça” e “ideologia”. Notei, não sem algum espanto, que existem em Portugal centenas de idiotas de várias idades que se proclamam “nazis”, fazem saudações a Hitler, colocam vídeos e fotos promovendo a violência e o ódio, ao lado das fotos pessoais, com família, amigos, entre mensagens onde vão trocando saudações e carinhos: “Olá Pituxa. A festa foi óptima! Prá semana vamos todos à praia. Heil Hitler, 88! E já agora morte aos pretos também! Ah, já me esquecia, beijos pró André! E vota PNR! 14/88”.
Em geral são adolescentes, que pouco ou nada parecem saber de história – ou então aprenderam a história toda visitando “sites” nazis ou o Fórum Nacional dos “cabeças rapadas”, o que deve dizer algo sobre o estado a que a educação chegou neste país. É este o tipo de gente que frequenta as manifestações do PNR, e que o tal partidozeco pretende recrutar nas escolas, para onde manda os seus militantes fazer propaganda. Aliás, a página pessoal do presidente do PNR, Pinto Coelho, é um bom lugar para conhecer a “rede”:
http://pintocoelho.hi5.com/

http://pics-29.hi5.com/userpics/129/...399129.img.jpg

Dali, podemos espreitar as outras comunidades de que este indivíduo faz parte na Net, como o grupo dos Hammerskin, Frente Nacional ou apoiantes do PNR, e a cumplicidades tecidas entre eles. Há de tudo, desde crianças de 13 anos obcecadas por Goebbels, Himmler ou o “Tio Adolfo” - que penduram bandeiras nazis ou com célticas no quarto, que lêm dois parágrafos do “Mein Kampf” todas a noites – até gente já nos seus trinta, quarenta anos, que tatua símbolos nazis no peito e posa fazendo saudações nazis em fotos depois colocadas na Net, para ameçar quem se lhes oponha.
Navegar por ali é entrar numa espécie de realidade paralela, grotesca. Fica-se sem saber se aquilo é uma brincadeira ou aquela gente existe mesmo. Num dos perfis, em que um dos “nazis” aparece despido na cozinha a saudar Hitler (ver em
http://francoiscegadas.hi5.com), pode-se ver uma foto em que o “cabeça rapada” Mário Machado desfila numa “manif” “anti-gay” do PNR, e em que colocou o filho, de três ou quatro anos, a segurar um poster.

http://pics-77.hi5.com/userpics/077/...529077.img.jpg

http://pics-32.hi5.com/userpics/432/...085432.img.jpg

A criança sorri para a foto, sem saber onde está metida. No poster podemos ler: “Se o meu pai foSSe gay, eu não teria nascido”. Os dois “S” maiúsculos são frequentes em todas as frases escritas por esta gente. E porquê? Revelam, ao que parece, a sua admiração pelas SS do III Reich, as brigadas assassinas do regime hitleriano. A paranóia parece total. O destino da criança segurando o poster, esse, não parece difícil de imaginar.
Se tudo isto já é insanamente ridículo e perigoso, dei agora com outro perfil, o de um visitante destas páginas que escreve a saudar os Hammerskin portugueses lá da distante Costa Rica

http://photos.hi5.com/0003/455/086/MF3MVr455086-02.bmp

É um jovenzito de 17 anos, claramente mestiço de índio, que vem saudar os irmãos “arianos” destas paragens e exaltar os “ideais nacional-socialistas”. Lá no fundo da página, uma criancinha de Alenquer, de cabelo rapado, retribui a saudação, e diz: “Sieg heil”! É bom saber que ainda estamos vivos! MORTE AOS IMIGRANTES!”. Já o jornalista espanhol “Antonio Salas” fala desta patetice numa das entrevistas publicadas recentemente (ver aqui), mas foi preciso ver para crer: índios sul-americanos, com algum sangue europeu, que se se julgam “arianos” na Internet e que são agredidos (para seu grande espanto) pelos seus comparsas espanhóis nas ruas de Madrid – eles também de uma “raça” não particularmente “superior” segundo os padrões nazis, que pelos vistos ignoram por completo.
Este caldo de demência tem estado em gestação pela Net há já alguns anos, mas muita gente, pelos vistos, ainda não sabe. Depois espantam-se com a palhaçada do “outdoor” do PNR e de um bando de bacocos a desfilar pelas ruas com símbolos nazis, que não se sabe muito bem de onde saiu. É apenas o resultado lógico desta palhaçada.

P.S. Todas as fotos são as que estão disponíveis na Internet, aqui colocadas através dos próprios “links” originais.

0 Comentários

terça-feira, outubro 21, 2008

Knut Hamsun em português 

A editora "Cavalo de Ferro" acaba de lançar uma versão portuguesa do mais célebre romance de Knut Hamsun: "Fome".
Com um prefácio de Paul Auster, e com tradução de Liliete Martins, esta edição permite dar a conhecer ao público leitor português a obra do grande escritor norueguês.

0 Comentários

sábado, outubro 18, 2008

Governo reduz pensões de antigos combatentes 

Não se diga que o Governo não é poupadinho: em algumas áreas é. Veja-se esta.
Segundo a "nota justificativa" da proposta de lei com a nova regulamentação da chamada Lei dos Antigos Combatentes, ontem discutida e aprovada no Parlamento, do total dos 293 mil beneficiários do Complemento Especial de Pensão haverá 256 513 (87,4%) que "passarão a auferir benefícios monetários inferiores aos actuais", implicando isto uma poupança de 10,9 milhões de euros.
A "nota justificativa" acrescenta que 36 858 antigos combatentes "passarão a auferir benefícios superiores aos actuais", custando isso quase 800 mil euros (fazendo as contas, são 21, 70 euros a cada um, para o próximo ano).
Traduzindo isto: gastam-se mais 800 mil euros, com uns poucos ligeiramente aumentados (vinte euros por ano, ena! ena!). E poupam-se 10,9 milhões de euros, com os restantes 87,4 % dos ex-combatentes que vêem as sua pensões diminuídas.

0 Comentários

70,5 milhões para as eleições 

Foi aprovado por unanimidade o orçamento para as campanhas eleitorais de 2009, que vão custar 70,5 milhões ao Estado.
Como se pode ver, os nossos deputados estão pouco preocupados com a crise.
Na hora de distribuir o dinheiro dos portugueses por eles próprios, os partidos políticos parlamentares votam por unanimidade, sem divergências nem polémicas.
São 70,5 milhões, para três eleições.
Fora os gastos não declarados, que o segredo é a alma do negócio - e mais ainda do que é sacado ao Estado será aquilo que é sacado particularmente, às ocultas, em fontes que nunca se chegam a descobrir.

0 Comentários

15 milhões de diferença 

Notícia do SOL:
"A 16 de Outubro, o Ministro da Educação adjudicou o contrato para o fornecimento de computadores desktop e serviços relacionados à Hewlett Packard.«Para os requisitos técnicos exigidos, o Governo teve opções significativamente menos onerosas, a saber, a Acer Computadores's, que apresentou uma proposta de menos 15 milhões de euros do que a HP», afirma a Acer em comunicado.A Acer interroga até que ponto é «aceitável que, neste momento de crise, o Governo Português gaste fundos públicos quando existe uma solução que satisfaz todos os requisitos técnicos por um custo significativamente menor».Em consequência da decisão tomada pelo executivo nacional, a Acer está a ponderar adoptar medidas judiciais contra o Governo Português, em Portugal e em Bruxelas."


15 milhões de diferença!
Será que os da ACER não prestavam de todo, ou houve razões de fundo para a escolha dos HP?

1 Comentários

Solidariedade com os professores 

Contra a burocracia ministerial e as castas sindicais, apoiamos os professores:
Associação de Professores e Educadores em Defesa do Ensino (APEDE)
Movimento Mobilização e Unidade dos Professores (MUP)
Todos à manifestação nacional de dia 15 de Novembro, pelos professores, pelo ensino, contra a nomenklatura e as mafias.

0 Comentários

Esmeralda Sim 

Um blogue em defesa dos direitos de uma criança à sua identidade, e do direito de paternidade, contra os interesses do tráfico de menores com pretensões a legalização:
Esmeralda Sim!

0 Comentários

quinta-feira, outubro 16, 2008

UM PARTIDO COMBATIVO 

Um editorial para o PND:
"É altura de agir, de deixar de criticar por criticar, de irmos todos para a rua espalhar as nossas ideias como alguns já estão a fazer.
O tempo urge. 2009 está já ali. É agora ou nunca e o esforço vale a pena se acreditarmos.
"

1 Comentários

Anti-FNAC 

Sobre o supermercado cultural da esquerda caviar, ou o triunfo do trotskismo de mercado.

0 Comentários

A importância do combate cultural 

Porque "a cultura é a expressão da alma de um povo"!

0 Comentários

Encontro de Blogues Nacionalistas 

Está proposto o dia 29 de Novembro, em Cantanhede.
Aguardam-se as manifestações dos interessados.
http://almapatria-patriaalma.blogspot.com

0 Comentários

quarta-feira, outubro 15, 2008

O Reaccionário 

Surgiu O Reaccionário!

1 Comentários

Encontro de Blogues Nacionalistas 

Uma ideia Alma Pátria: uma oportunidade para trocar conhecimentos e experiências.
Também uma ocasião de convívio, a realizar na região de Coimbra.
Digam de vossa justiça, contactando para o Alma Pátria ou vitorramalho1@gmail.com

1 Comentários

segunda-feira, outubro 13, 2008

É preciso intensificar a acção política 

Com frequência temos que reprovar a atitude daqueles que, lançando-se no combate político, se convencem de que os êxitos estão à espera deles ao virar da esquina.
Note-se que não se duvida da sinceridade e do empenho desses que de vez em quando aparecem a bradar orgulhosos que "agora é que é". A razão da censura está até no facto oposto, ou seja o verificar-se que essas pessoas, em geral jovens, ao convencer-se de que estão destinados à vitória e que esta está à porta, ficam evidentemente fragilizados. A vida mostra que esses militantes, ardorosos, são também os mais vulneráveis às desilusões, aos inevitáveis fracassos, às derrotas e à frustração. Os mais exaltados de um momento são em geral os que no momento seguinte desaparecem aparentemente sem explicação.
Ensinou-nos a experiência que essa é a principal explicação das desistências: quem já acompanhou algumas fornadas sucessivas de jovens militantes aprendeu que muitos não são capazes de suportar a sensação de que todo o esforço é inútil, de que nada vale a pena, de que os sacrifícios são em vão. Ao fim de algum tempo é esse o estado de espírito em que mergulham, e acabam por desaparecer das fileiras. Não duram muito.
Em cada cem jovens que passam de uma forma ou de outra pela tentação nacionalista, contam-se pelos dedos das mãos os que ao fim de alguns anos persistem e se mantêm firmes no seu posto.
O motivo fundamental está nessa fragilidade: pensaram que era um caminho de vitórias, e nem sequer conseguiam esperar por elas. A fragilidade era psicológica, mais até do que ideológica (embora por vezes também esta seja importante).
Há que batalhar pela atitude contrária. Com lucidez, interiorizar a certeza de que o fim do combate não está à vista, não é "já ali".
Ver com realismo que todas as estruturas de poder, todos os mecanismos de controle social, todas as verdades instituídas, todo o edifício legal e institucional, todos os condicionamentos mentais existentes, são obstáculos que se erguem perante as nossas tentativas de acção política. Quem cultivar as ilusões do imediatismo está a enganar-se e a enganar outros. O gigantismo da tarefa não é de todo compatível com delírios românticos.
Dito isto, tranquilamente, é preciso depois sublinhar que a firmeza e a constância são qualidades essenciais do militante. E que aquilo que se faz não é inútil, pode ser é insuficiente, e em geral assim acontece. Nada daquilo que se faça é inútil, o que é preciso é fazer muito mais.
A realidade não é imutável, as circunstâncias não são inultrapassáveis, o inimigo não é invencível. Porém, há que lutar, e persistir na luta, até alcançar. O mundo só tem o sentido que nós lhe dermos. A história é feita pelos homens. Yes, we can.

1 Comentários

Terra e Povo 

Foi oficialmente apresentada a Associação Terra e Povo, projecto cultural sério de uma comunidade de combate cultural identitário em Portugal, inserida numa rede europeia de associações congéneres.
Fruto da vontade comum de vários interessados, a Associação Terra e Povo foi constituída este ano e desenvolvia já um trabalho preparatório de lançamento de vários dos seus projectos: publicações, conferências, acções de formação, entre outros. Uma associação que se quer activa no preenchimento de uma lacuna no combate cultural e metapolítico no nosso país, bem como no estreitamento de relações paneuropeias. Uma associação em defesa da nossa Terra e do nosso Povo.
Endereço electrónico: http://www.terraepovo.com/
Correio electrónico: terraepovo@gmail.com

0 Comentários

Lembrando Jorg Haider: "eu tinha um camarada"... 


1 Comentários

Forbidden 

Agora fui (tentar) visitar o site do Movimento Nacionalista
( http://movimentonacionalista.net/)

Recebi de volta a inultrapassável mensagem:
Forbidden
You don't have permission to access / on this server .... e mais não sei que mais.

É compreensível: o grupo escolheu um nome lixado...

1 Comentários

Morreu Jörg Haider… morreu um companheiro 

"Foi com um sentimento inexplicável de perda que recebemos a notícia da morte de Haider, um Homem que teve a coragem de defrontar o Sistema pondo em causa “verdades” e conceito políticos “alinhados”.
Ler mais, no Pró Pátria

1 Comentários

Prosseguir o combate 

in Pátria Grande:
"Nunca, talvez, a salvação da sociedade dependeu do esforço de um número tão pequeno de pessoas. O muro de Berlim ruiu, pondo à mostra os equívocos do marxismo, todavia, não sepultou seus agentes, que aí estão, nesse submundo, a agir como cupins, a destruir os valores religiosos, a deformar a cultura, a fazer da arte, não o culto do belo, porém, o culto das deformidades.
A regra do mundo moderno é o desregramento."

0 Comentários

Lituânia: direita conservadora ganhou legislativas 

O partido da oposição de direita conservadora festeja a vitória nas eleições legislativas de domingo na Lituânia.
Com três quartos das mesas de voto contadas, o partido de direita União Patriótica estava à frente com 18 por cento dos votos - um sinal de que os lituanos querem a mudança, comentou o líder do partido, Andrius Kubilius.
«Estamos prontos a assumir as responsabilidades e esperamos que o presidente nos convide a formar o novo gabinete», disse Kubilius aos correligionários em festa na sede do partido.
A votação de domingo parece ter posto termo à coligação centrista do primeiro-ministro Gediminas Kirkilas.

0 Comentários

Novas Gerações 

Comunicado da Direcção Nacional das Novas Gerações (juventude do PND)

Os dirigentes das NG, reunidos hoje no Porto, tomaram as seguintes decisões:
1. O estado actual da economia, e do país em geral, exige luta. A juventude portuguesa tem que acordar para esta realidade. Se não lutarmos hoje, amanhã estaremos perdidos.
Sabemos que os partidos do sistema, PS, PSD, CDS, são os responsáveis pelo estado a que isto chegou.
Tudo faremos para reerguer a força e determinação dos jovens portugueses na luta por um Portugal mais justo, livre e rico.
2. É para nós fundamental que a Nova Democracia apresente listas aos diversos actos eleitorais de 2009 nos distritos de Aveiro, Évora, Lisboa e Porto, além de Braga e Funchal.
Os portugueses precisam de uma voz contestatária no Parlamento, liberta das amarras do “sistema”.
Nesse sentido, estamos dispostos a ser o motor de arranque de um movimento alargado de pessoas livres, sejam ou não militantes do partido.
3. Novembro será o mês da Nova Vaga nas Universidades portuguesas.
É das faculdades que deve nascer o espírito reformador.

A Direcção Nacional das Novas Gerações
Porto, 12 de Outubro de 2008

1 Comentários

domingo, outubro 12, 2008

The blood of Dresden 

The author Kurt Vonnegut was a prisoner of war in Dresden during the allied bombing raids and was later forced to dig out bodies from the ruined city. In papers discovered by his son after his death last year, he provides a searing eyewitness account of the ‘obscene brutality’ that inspired his novel Slaughterhouse-Five.
Pode encontrar os livros de Kurt Vonnegut na Amazon

0 Comentários

Sarna Fernandes e o cartaz do PNR 


1 Comentários

sábado, outubro 11, 2008

REFLEXÕES ACERCA DA SITUAÇÃO ACTUAL 

No Caceteiro:

E já que mencionei organizações que estão a ser alvo de acções persecutórias e complementando o que já foi dito aqui pelo Camarada Manlius, aqui ficam algumas reflexões:
- ao contrário do que alguns pensam, a repressão em Portugal não é, nem de perto nem de longe, igual à repressão que existe em certos Países Europeus.
- quando a degradação da situação sócio-económica tornar a sociedade mais receptiva ao Nacionalismo Revolucionário, a repressão governamental irá aumentar exponencialmente, como dizia o saudoso Rodrigo Emílio: "este regime governa mal mas defende-se bem".
- torna-se urgente que os NR Portugueses se adaptem às novas condições e se preparem para os dias negros que estão a chegar.
- com a futura ilegalização de organizações, manifestações e outras actividades públicas - não tenham ilusões acerca disto, basta ver o que acontece por essa Europa fora - temos de levar o combate ao campo cultural.
- temos de preparar quadros, dotar o o Nacionalismo Revolucionário de estruturas de apoio e vulgarizar a nossa visão do mundo entre o Povo.
- é certo que a grande maioria deste Povo é apática, quando não é nossa inimiga, mas assim que a situação se tornar insuportável e já não houver dinheiro para pôr comida em cima da mesa, teremos a oportunidade por que esperamos.

1 Comentários

Movimento identitário chega a Portugal 

Notícias:
Disse que quando voltasse da Table Ronde, transmitiria uma novidade. Pois tenho desde já a honra de comunicar que foi oficialmente apresentada a Associação Terra e Povo, uma comunidade de combate cultural identitário em Portugal, inserida numa rede europeia de associações congéneres.
Fruto da vontade comum de vários interessados, a
Associação Terra e Povo foi constituída este ano e desenvolvia já um trabalho preparatório de lançamento de vários dos seus projectos: publicações, conferências, acções de formação, entre outros. Uma associação que se quer activa no preenchimento de uma lacuna no combate cultural e metapolítico no nosso país, bem como no estreitamento de relações paneuropeias. Uma associação em defesa da nossa Terra e do nosso Povo.
Endereço electrónico:
www.terraepovo.com
Correio electrónico: terraepovo@gmail.com

0 Comentários

sexta-feira, outubro 10, 2008

Sá Fernandes: prepotência e ódio político 

Um excelente apontamento no TERRA PORTUGUESA, sobre um assunto que não se pode deixar cair no esquecimento:

Sá Fernandes, que soube interpor providências cautelares quando se tratou de causar prejuízos enormes aos lisboetas, desta vez 'esqueceu-se' dessa possibilidade e avançou para uma atitude prepotente e ilegal. Para tentar justificar a ilegalidade emitiu um comunicado onde 'confunde' propositadamente as competências das Câmaras para regular a afixação de propaganda comercial com propaganda política. Nenhuma Câmara, muito menos um vereador, pode interferir na propaganda de partidos políticos. Nem tal propaganda carece de autorizações prévias, ou aprovação posterior, como Sá Fernandes tenta fazer crer. Tal seria uma forma de censura, talvez do gosto de Sá Fernandes, mas ilegal em Portugal. Como, aliás, é óbvio, dado o manifesto conflito de interesses. Foi o candidato do Bloco de Esquerda a cometer a ilegalidade e tem de ser o próprio a assumir os custos de tal acto, não os contribuintes. Como aliás tem acontecido quando o vereador do Bloco de Esquerda procura protagonismo por via das providências cautelares que interpõe, que acabam por ser os tais cidadãos que diz defender a pagar através dos seus impostos. Os prejuízos do embargo das obras do túnel em Lisboa, por via de uma providência cautelar interposta em respectivo processo judicial, que o advogado veio a perder no Tribunal Administrativo, não se medem apenas nos 4 milhões de prejuízo directo que causou. Devem contabilizar-se os enormes incomódos causados aos lisboetas, não apenas pelo condicionamento das obras mas por terem de suportar, também financeiramente, os recorrentes caprichos e loucuras do 'Zé que não faz falta'.

0 Comentários

quinta-feira, outubro 09, 2008

Despertemos a Nação! 

Um povo que não luta é um povo que perdeu o sentido da vida, que perdeu a consciência de si mesmo. E já não sabe para onde vai. E nem deseja saber para onde o conduzem. É a indiferença e o letargo. É o sono de bronze, que preludia a morte. É o silêncio trágico. Que espécie de luta é essa, que exprime a vitalidade dos povos? (...)
A luta necessária, essa que nos está faltando e cuja ausência nos deveria envergonhar perante os outros povos, é a generosa e brava luta das idéias. Esse é o grande conflito vital, o choque da vida em marcha, que enche de clarões uma Nação. (...)

(Plínio Salgado, "Despertemos a Nação", 1931)

0 Comentários

quarta-feira, outubro 08, 2008

Blogues 

De Odemira a Moura.

De Portalegre a Castelo Branco.

De Fafe a Ansiães.

De Coimbra a Faro.

Em todos os lugares da Terra Portuguesa os portugueses têm que tomar a palavra!

0 Comentários

Mensagem de José Pinto Coelho 

Do Presidente aos Nacionalistas Outubro de 2008

Parte 1
No dia 29 de Setembro, o PNR colocou um novo cartaz contra as políticas de imigração suicidas e anti-nacionais, tendo por título, “Imigração? Nós dizemos não!”.
Trata-se de um assunto muito sério, que o PNR encara com grande determinação e coragem, tendo propostas bem concretas de resolução de tal problema.
A oportunidade da sua colocação prendeu-se obviamente com a onda de criminalidade violenta, mais visível, a que o país assistiu nos últimos meses, a qual está obviamente associada à imigração, sendo um dos “benefícios” que o país deve “agradecer”…
No cartaz identificamos causas e consequências das políticas irresponsáveis de imigração descontrolada.
O que não está lá identificado, por estar naturalmente implícito, é a causa primeira deste mal, ou seja, os grandes (ir)responsáveis: os donos do poder!
Como sempre temos afirmado, o que está em causa não é a pessoa do imigrante em si, nem a casuística, pois como é óbvio há sempre o trigo e o joio.
Os imigrantes, trabalhadores, respeitadores, integrados e que sejam uma mais-valia, deverão ser naturalmente bem vindos e acolhidos. Esses, estamos seguros, não se sentem atingidos pela nossa mensagem. Mas pelo contrário, a imensa massa de imigrantes ilegais, marginais e subsídio dependentes só deve ter um destino: rua!

Parte 2
No dia 3 de Outubro foi conhecida a sentença do mega processo contra Nacionalistas que se revestiu todo ele de “originalidades” e arbitrariedades.
Sendo este um tema por demais chocante, injusto e surrealista, não me vou alongar em comentários, pois já muito tenho escrito e em momentos de consternação como este, as palavras ficam sempre curtas.
Basta-me assim deixar um grande abraço de solidariedade e de coragem às vítimas da perseguição e às suas famílias.
Apenas uma reflexão: os noticiários da noite desse dia, deram bem a ideia da injustiça que se vive em Portugal, da falta de paridade de critérios e por isso da perseguição aos Nacionalistas.
Noticiavam pois, a sentença dada a um homem de 58 anos que violou uma menina de 12, o qual nem sequer mostrou arrependimento: pena suspensa!
Esse mesmo noticiário, momentos antes, informava da pena de prisão efectiva ao Mário Machado - figura mais mediática do mega-processo dos Nacionalistas - de 4 anos e 8 meses, não tendo havido um só crime de sangue, roubo, corrupção… nada! Apenas bagatelas. E ao Vasco Leitão, membro da Comissão Política do PNR, 1 ano e 8 meses de pena suspensa por uma frase escrita na net. Sublinho: uma frase!
Quem quiser ver, veja...

Parte 3
Ontem a Câmara Municipal de Lisboa, por ordem do Vereador José Sá Fernandes, retirou o nosso cartaz afixado há dias em Entrecampos, num acto claramente ilegal e prepotente.
De facto, um cartaz - do PNR, claro - incomoda muita (má) gente. Incomoda porque colide corajosamente com a ditadura do sistema de destruição nacional. Incomoda porque, apesar de nos menosprezarem e tentarem ridicularizar, sabem bem que tendo coragem e coerência havemos de crescer e incomodar realmente mais! Sabem que dizemos verdades!
Assim, num acto de manifesto desnorte e baixaria, o vereador comunista José Sá Fernandes, aprendiz de totalitário, mostrou bem a sua arrogância e falta de nível, mostrando também que, efectivamente, o Bloco de (extrema) Esquerda tem um imenso poder para agir impune e ditatorialmente.
O tal “Zé” que dizia demagogicamente fazer falta, além de não fazer falta nenhuma, merecia era ser mais uma ovelha negra a acrescentar em futura propaganda nossa.
Ele que embargou as obras do Túnel do Marquês provocando danos e prejuízos tremendos à cidade e ao país.
Ele devia era preocupar-se, por exemplo, com o Jardim do Torel, que foi há um ano alvo de manifestada preocupação por parte do PNR, em sede camarária, e que é uma imagem do desleixo e abandono do centro histórico de Lisboa, onde o matagal, o covil de marginais e zona de lixo visual e não só, convivem em perfeita “harmonia”, faltando lá apenas umas sessões de desobediência civil tão acarinhadas pelo seu Bloco de (extrema) Esquerda…
Pois esse Zé, está mais preocupado é em silenciar as vozes que o incomodam e dizem as verdades com coragem, mandando retirar o nosso cartaz num claro abuso de poder e ilegalidade.
Ele, que é pago, e bem pago pelos contribuintes - já para não falar na sua tropa de Assessores! - e que foi eleito para cuidar da cidade, em vez de retirar o cartaz do PNR deveria era preocupar-se em retirar as 3.200 casas dadas pela Câmara a amigos e correligionários dos detentores dos cargos públicos. Isso sim, era uma coisa bem feita.
É preciso ter muita falta de vergonha e total impunidade para falar em “ilegalidade” e “xenofobia”, quando, arvorando-se em juiz, ultrapassa competências que não são suas (nem da Câmara!), faz tábua rasa das instituições competentes, falta ao respeito ao parecer do Ministério Público e num claro abuso de poder brinca às ditaduras comunistas.
Abusar do poder, tem um nome: crime!
Atentar contra a liberdade de expressão de um partido político e contra a sua propaganda, tem um nome: crime!
E essa atitude de Trotsky de segunda categoria terá consequências: queixa-crime em sede própria!

José Pinto-Coelho
8 Out 2008

0 Comentários

PNR contra o reconhecimento de independência do Kosovo 

(comunicado do PNR)

O PNR, Partido Nacional Renovador, condena de modo inequívoco a decisão do governo português ao reconhecer formalmente o Kosovo, tornando-se o 48º país do mundo a aceitar o atropelo que constitui ao Direito Internacional a "independência" daquela província Sérvia, que a declarou unilateralmente no passado mês de Fevereiro.
O Governo de Portugal adopta uma posição de mera subserviência a poderes externos e, a reboque de interesses contrários às nações europeias, verga-se às políticas de facto consumado, ditadas exclusivamente pela força, que não da razão, e a objectivos imperialistas contra a vitimizada Sérvia.
Este reconhecimento envergonha o país e os portugueses, fere o direito a que os Estados se devem subordinar e abre a porta a todo o tipo de graves situações análogas, no futuro, a que Portugal ficará ligado por leviandade dos seus governantes.
Lembramos que o PNR foi o único partido político português que se solidarizou com a Sérvia, demonstrando-o em audiência solicitada ao Embaixador Sérvio em Portugal e também através de um acto público de rua que teve lugar em frente à Assembleia da República, acções estas que se consumaram poucos dias após a proclamação de “independência” unilateral por parte do Kosovo.

Comissão Política Nacional
7 de Outubro de 2008

0 Comentários

Os inocentes 


0 Comentários

segunda-feira, outubro 06, 2008

A propósito da ameaça de remoção do cartaz do PNR 

(Comunicado do PNR, de 06-Out-2008)

O PNR foi informado da intenção da Câmara Municipal de Lisboa, através do pelouro do vereador José Sá Fernandes, de retirar o cartaz de propaganda política deste partido afixado no dia 29 de Setembro de 2008 na Rotunda de Entrecampos.
Repudiamos veementemente essa medida discricionária e discriminatória e acrescentamos que:
- A CML não tem legitimidade legal para efectuar essa remoção por se tratar de propaganda política, e não comercial, que concorre directamente com os partidos representados naquela instituição.
- José Sá Fernandes não é Juiz, nem exerce essas funções, com legitimidade para ordenar a retirada de um cartaz de qualquer partido político português.
- A vertente política desta decisão é confirmada pelo facto dessa mesma ordem não ter sido dada relativamente ao cartaz do PCP, colocado a dois metros de distância do cartaz do PNR, o que demonstra que se trata de pura censura e não de motivos de estética ou outras.
- A censura política terminou, oficialmente, em 25 de Novembro de 1975, e José Sá Fernandes, apesar de representar ideias conotadas com o regime soviético, não tem o direito de usar os seus poderes públicos para instaurar oficialmente uma ditadura que apenas aceita as ideias com as quais concorda.
- Acresce que falta autoridade moral, ao "Zé que faz falta", para se pronunciar sobre a ética ou tomadas de posição do PNR, visto que é vereador numa Câmara super-endividada e assolada por problemas de corrupção, sobre os quais o PNR não tem qualquer tipo de responsabilidade, e problemas esses onde Sá Fernandes se viu envolvido por via do chamado "caso Bragaparques".
- Sá Fernandes devia dirigir as suas preocupações aos casos que mancham o bom nome da instituição que lhe paga o vencimento - os 20.000 euros mensais que custam o seu gabinete não é pouco - visto que, segundo notícias vindas a público, as situações de falta de ética ou moral - para não chamar criminosas - na atribuição de casas têm vindo a ocorrer há pelo menos 30 anos.
- Caso a ameaça de remoção do cartaz se concretize, o PNR vai agir judicialmente não só contra a Câmara Municipal de Lisboa mas também sobre os responsáveis por tal medida, por via da responsabilização dos titulares de cargos públicos, pois não devem ser os munícipes a arcar com as consequências dos actos irresponsáveis dos seus autarcas.

0 Comentários

Câmara de Lisboa contra a Procuradoria Geral da República? 

Notícia no Expresso:

Cartaz do PNR vai ser retirado
O vereador José Sá Fernandes considera o cartaz do PNR "xenófobo e ilegal" e mandou retirá-lo de Entrecampos. O partido diz que não aceita a decisão e vai para tribunal.
O cartaz do Partido Nacional Renovador (PNR) instalado em Entrecampos é considerado "ilegal e xenófobo" pelo vereador do ambiente da Câmara de Lisboa. "Tem de sair", protesta José Sá Fernandes, que estabaleceu as 18h de hoje como prazo para o PNR retirar o cartaz. "Senão, serão os serviços da Câmara a fazê-lo".
José Pinto Coelho, líder do PNR, garantiu ao Expresso que não vai acatar a ordem: "Quem é a câmara para se pronunciar sobre a legalidade de um cartaz? Ainda por cima um vereador eleito pela extrema-esquerda".
Na última edição do Expresso, o procurador-geral, Pinto Monteiro, declarou que o cartaz não é ilegal. "Mas é", reclama Sá Fernandes. "Só se o procurador não o viu".
"Vamos impugnar a ordem em tribunal e partir para uma batalha jurídica", promete Pinto Coelho.

0 Comentários

domingo, outubro 05, 2008

Novo sucesso do British National Party 

Numa eleição parcial que teve lugar no passado dia 2 de Outubro na localidade de Bourne Abbey- Lincolnshire, o BNP que concorreu pela primeira vez nesse círculo, obteve uns brilhantes 13%.
O candidato nacionalista acabou na terceira posição, à frente do Partido Trabalhista que governa actualmente o Reino Unido.
http://www.bnp.org.uk/2008/10/bnp-polls-13-in-first-outing-in-safe-tory-lincolnshire-seat/

0 Comentários

sábado, outubro 04, 2008

O combate cultural, a nossa vocação e a nossa missão 

Vai realizar-se em França neste fim de semana a décima terceira edição do encontro identitário europeu Table Ronde, organizado pela associação Terre et Peuple.
O encontro é dedicado aos temas do combate cultural, e conta com uma representação portuguesa.


1 Comentários

sexta-feira, outubro 03, 2008

Um blogue sobre o processo de que (não) se fala 

PRISÕES DE ABRIL

0 Comentários

Grupo Vector 

O Grupo Vector esteve presente no Montijo, dia 20 de Setembro, no encontro com Gianluca Iannone subordinado ao tema "Roma e acção metapolítica".
Figura incontornável da cena nacionalista italiana, Iannone explicou como é possível evoluir de uma pequena comunidade militante para um projecto de nível nacional. A associação de promoção social CasaPound, da qual Gianluca é uma das principais faces, representa actualmente o eixo das mais diversas iniciativas: desde as ocupações romanas não-conformes (que dão abrigo a famílias italianas carenciadas) à emissora on-line Radio BandieraNera, do projecto-lei Mutuo Sociale (que visa combater a usura bancária e a especulação imobiliária através de habitação social auto-sustentada) ao grupo estudantil Blocco Studentesco, passando por livrarias, concertos, grupos desportivos, publicações e bandas musicais. (...)
(leia no GRUPO VECTOR)

0 Comentários

Agora julguemos nós 

Sobre o julgamento de que se fala, informe-se e discuta no Forum Nacional.

1 Comentários
Divulgue o seu blog! Blog search directory

This page is powered by Blogger. Isn't yours?